SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.8 número3Correspondence analysis: an application of the method to the evaluation of vaccination servicesAir pollution and respiratory diseases: a review índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

Compartir


Cadernos de Saúde Pública

versión impresa ISSN 0102-311Xversión On-line ISSN 1678-4464

Resumen

COUTINHO, Amaury D.; SILVA, Manoel L.  y  GONCALVES, José F.. Estudo epidemiológico da esquistossomose mansônica em áreas de irrigação do Nordeste brasileiro. Cad. Saúde Pública [online]. 1992, vol.8, n.3, pp.302-310. ISSN 1678-4464.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X1992000300009.

É mundialmente reconhecida a importância das áreas de irrigação na disseminação da esquistossomose. O presente estudo foi desenvolvido no período de outubro de 1986 a dezembro de 1987 em 23 perímetros de irrigação do Nordeste semi-árido. A análise sócio-econômica-sanitária mostrou vários aspectos de interesse epidemiológico, salientando-se a presença de trabalhadores flutuantes originários de áreas endêmicas da parasitose e vivendo em más condições sanitárias nos lotes de irrigação. O estudo coprológico indicou os seguintes resultados: de 10.279 indivíduos examinados (82% da população) somente 3 (três) casos apresentaram-se positivos para S. mansoni. O estudo malacológico mostrou a presença exclusiva da Biomphalaria straminea em 17.188 amostras coletadas. Somente em um dos perímetros (São Gonçalo, Souza, PB) foi constatada a infecção esquistossomótica ativa em 17 caramujos. Esses resultados indicam que as áreas de irrigação estudadas não constituem, no momento, problema relevante de transmissão da esquistossomose. Os autores consideram, porém, necessária uma permanente vigilância epidemiológica em todas as áreas de irrigação do Nordeste.

Palabras clave : Esquistossomose Mansônica; de Irrigação; Epidemiologia.

        · resumen en Inglés     · texto en Portugués     · Portugués ( pdf )

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons