SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.28 número12As emendas parlamentares no orçamento federal da saúdeFatores de risco para baixo peso ao nascer no Estado do Rio Grande do Sul, Brasil: análise clássica e multinível índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Cadernos de Saúde Pública

versão impressa ISSN 0102-311X

Resumo

LIMA, Margareth Guimarães; BARROS, Marilisa Berti de Azevedo  e  ALVES, Maria Cecilia Goi Porto. Sentimento de felicidade em idosos: uma abordagem epidemiológica, ISA-Camp 2008. Cad. Saúde Pública [online]. 2012, vol.28, n.12, pp.2280-2292. ISSN 0102-311X.  https://doi.org/10.1590/S0102-311X2012001400007.

O objetivo foi detectar fatores associados à felicidade na população idosa. O estudo é do tipo transversal, de base populacional, com dados de 1.431 idosos do ISA-Camp 2008. A amostragem foi probabilística, por conglomerado e em dois estágios. Foram estimadas as prevalências do sentimento de felicidade por todo o tempo, segundo variáveis sociais, demográficas, de comportamentos e condições de saúde. Os idosos que se sentem felizes por maior tempo são os casados, os que trabalham, são ativos ou insuficientemente ativos no lazer, ingerem bebida alcoólica ocasionalmente, consomem frutas, legumes e verduras todos os dias, não são obesos, apresentam um tempo de sono < 10 horas e dormem bem. As maiores prevalências do maior tempo de felicidade estão nos idosos que não apresentam doenças, que avaliam melhor a própria saúde e apresentam menos incapacidades. O sentimento de felicidade relaciona-se fortemente com vários indicadores de saúde, sugerindo a adequação do uso complementar do indicador para a avaliação de programas de promoção da saúde de idosos.

Palavras-chave : Saúde do Idoso; Inquéritos Epidemiológicos; Felicidade.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons