SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.31 número4Prevalência de depressão em bombeirosCusto econômico da incapacidade causada por acidentes de trânsito no México no ano de 2012 índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Cadernos de Saúde Pública

versão impressa ISSN 0102-311X

Resumo

CARVALHO, Suzana Costa et al. Internações hospitalares de crianças por condições sensíveis à atenção primária à saúde em Pernambuco, Nordeste do Brasil. Cad. Saúde Pública [online]. 2015, vol.31, n.4, pp.744-754. ISSN 0102-311X.  https://doi.org/10.1590/0102-311X00069014.

Analisaram-se as internações por condições sensíveis à atenção primária de 1999-2009 em crianças < 5 anos, em municípios de Pernambuco, Brasil. Com dados do SIH/SUS, aplicou-se regressão binomial negativa para estimar razão de taxas e IC95% do efeito sobre a taxa de internações por condições sensíveis à atenção primária (internações/10.000 habitantes) da cobertura (%) do Programa Saúde da Família (PSF), variáveis demográficas e de condições de vida. Do total de 861.628 internações, 44,1% foram por condições sensíveis à atenção primária. A taxa variou de 557,6 para 318,9 (-42,8%), redução 3 vezes maior que da taxa de internação por todas as outras causas. Maior cobertura do PSF teve efeito protetor contra internações por condições sensíveis à atenção primária (razão de taxa = 0,94; IC95%: 0,89-0,99). A diminuição de internações por condições sensíveis indicou melhoria na situação de saúde e pode estar associada à consolidação do PSF. Há necessidade de estudar acesso e qualidade da atenção primária à saúde em relação à morbidade e hospitalizações.

Palavras-chave : Hospitalização; Atenção Primária à Saúde; Estratégia Saúde da Família; Saúde da Criança.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )