SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.32 número4A GOVERNANÇA EM REDE NA REGULAÇÃO DA EDUCAÇÃO BÁSICA MINEIRA: QUEM GOVERNA O QUÊ?O JOGO E A "ESCOLA NOVA" NO CONTEXTO DA SALA DE AULA: MACEIÓ, 1927-1931 índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Educação em Revista

versão impressa ISSN 0102-4698versão On-line ISSN 1982-6621

Resumo

OLIVEIRA, Rodrigo Falcão Cabral de et al. ANALISANDO O JOGO A PARTIR DA CONCEITUAÇÃO DE PROFESSORES DE EDUCAÇÃO FÍSICA. Educ. rev. [online]. 2016, vol.32, n.4, pp.323-343. ISSN 1982-6621.  https://doi.org/10.1590/0102-4698151338.

Objetivamos identificar e analisar como professores, participantes da formação continuada da Rede Estadual de Ensino de Pernambuco, conceituam Jogo. Nosso estudo foi de abordagem qualitativo-descritiva, documental e de campo através da aplicação de um questionário aberto, e os dados foram tratados por análise de conteúdo. Identificamos diferentes conceitos acerca do jogo e analisamos o jogo na proposta curricular oficial da Rede, a qual se fundamenta na Abordagem Crítico-Superadora. A maioria dos professores entende o jogo a partir de conceitos funcionais (jogo como ferramenta para o ensino e como contribuição para a formação humana), tendo como principal categorização o lúdico. Entretanto, outras categorias surgiram: a coordenação motora, a interação/competição, o esporte, as regras, a formação do indivíduo. Concluímos que uma proposta curricular é uma importante referência conceitual para o professor e sua prática pedagógica. No entanto, esse professor também exerce certa autonomia ao entender e ensinar os conteúdos, como o caso do jogo, terminando por apresentar incongruências conceituais.

Palavras-chave : Jogo; Educação Física Escolar; Lúdico.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )