SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.28 suppl.1PREVALÊNCIA DE OBESIDADE E SÍNDROME METABÓLICA EM FREQUENTADORES DE UM PARQUEEVALUATION OF UPPER GASTROINTESTINAL ENDOSCOPY IN PATIENTS UNDERGOING BARIATRIC SURGERY author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


ABCD. Arquivos Brasileiros de Cirurgia Digestiva (São Paulo)

Print version ISSN 0102-6720On-line version ISSN 2317-6326

Abstract

SANTO, Marco Aurelio et al. ALTERAÇÕES ENDOSCÓPICAS RELACIONADAS À DOENÇA DO REFLUXO GASTROESOFÁGICO: ESTUDO COMPARATIVO ENTRE OBESOS SUBMETIDOS À CIRURGIA BARIÁTRICA. ABCD, arq. bras. cir. dig. [online]. 2015, vol.28, suppl.1, pp.36-38. ISSN 2317-6326.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-6720201500S100011.

Racional :

A obesidade está correlacionada com diversas comorbidades, dentre elas a doença do refluxo gastroesofágico. Ela tem como um de seus principais desencadeantes a hérnia do hiato, e como suas principais complicações a esofagite erosiva e o esôfago de Barrett.

Objetivo

: Correlacionar o grau do índice de massa corporal (IMC) com a presença e tamanho da hérnia hiatal, e com a presença e gravidade da esofagite erosiva e esôfago de Barrett.

Método

: Foi realizada análise retrospectiva de laudos endoscópicos pré-operatórios de 717 pacientes submetidos à cirurgia bariátrica. A hérnia de hiato esteve presente em 56 pacientes (8%), sendo que delas 44 eram pequenas, nove médias e cinco grandes. O grau da esofagite obedeceu o preconizado pela Classificação de Los Angeles.

Resultados

: Não houve correlação entre a presença ou tamanho da herniação hiatal com o IMC. Dos pacientes avaliados, 134 (18,7%) apresentavam esofagite erosiva. Dentre elas 104 (14,5%) eram grau A; 25 (3,5%) grau B e cinco (0,7%) grau C. Considerando-se apenas os portadores de esofagite erosiva, 77,6% eram grau A; 18,7% grau B; e 3,7% grau C. Foram identificados apenas dois casos de esôfago de Barrett (0,28% da amostra total).

Conclusão

: Observou-se correlação positiva entre o grau de esofagite com o aumento do IMC.

Keywords : Obesidade mórbida; Refluxo gastroesofágico; Esofagite; Hérnia de hiato; Cirurgia bariátrica.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )