SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.29 issue2BIODEGRADABLE BILIARY STENTS: A NEW APPROACH FOR THE MANAGEMENT OF HEPATICOJEJUNOSTOMY STRICTURES FOLLOWING BILE DUCT INJURY. PROSPECTIVE STUDYCOST-EFFECTIVENESS OF PERIOPERATIVE IMMUNONUTRITION IN GASTROINTESTINAL ONCOLOGIC SURGERY: A SYSTEMATIC REVIEW author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


ABCD. Arquivos Brasileiros de Cirurgia Digestiva (São Paulo)

Print version ISSN 0102-6720On-line version ISSN 2317-6326

Abstract

BARCHI, Leandro Cardoso et al. CIRURGIA MINIMAMENTE INVASIVA NO CÂNCER GÁSTRICO: TEMPO DE MUDAR O PARADIGMA. ABCD, arq. bras. cir. dig. [online]. 2016, vol.29, n.2, pp.117-120. ISSN 2317-6326.  https://doi.org/10.1590/0102-6720201600020013.

Introdução:

A cirurgia minimamente invasiva amplamente usada para tratar doenças benignas do aparelho digestivo, tornou-se o foco de intenso estudo nos últimos anos no campo da oncologia cirúrgica. Desde então, a experiência com este tipo de abordagem tem crescido, com o objetivo de fornecer os mesmos resultados oncológicos e sobrevivência à cirurgia convencional. Em relação ao câncer gástrico, o tratamento cirúrgico ainda é considerado o único tratamento curativo, considerando a extensão da ressecção e linfadenectomia realizada. A gastrectomia convencional continua a ser a principal modalidade realizada em todo o mundo. Não obstante, o papel do acesso minimamente invasivo tem ainda de ser esclarecido.

Objetivo:

Avaliar e resumir o estado atual da ressecção minimamente invasiva do câncer gástrico.

Método:

Foi realizada revisão da literatura utilizando as bases Medline/PubMed, Cochrane Library e SciELO com os seguintes descritores: câncer gástrico, cirurgia minimamente invasiva, gastrectomia robótica, gastrectomia laparoscópica, neoplasia de estômago. A língua usada para a pesquisa foi o inglês.

Resultados:

Foram considerados para elaboração desta revisão 28 artigos, entre eles ensaios clínicos randomizados, metanálises, estudos coorte prospectivos e retrospectivos.

Conclusão:

A gastrectomia minimamente invasiva é opção técnica no tratamento do câncer gástrico precoce. Quanto ao câncer avançado, estudos recentes têm demonstrado a segurança e a viabilidade do acesso videolaparoscópico. A gastrectomia robótica provavelmente melhorará os resultados obtidos com a laparoscopia. Porém, o alto custo ainda é impedimento para sua utilização em larga escala.

Keywords : Câncer gástrico; Cirurgia minimamente invasiva; Gastrectomia robótica; Gastrectomia laparoscópica; Neoplasia de estômago.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )