SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 número72Análise de redes sociais e migração: dois aspectos fundamentais do "retorno"Corpo e outras (de)limitações sexuais: uma análise antropológica da revista Sexuality and Disability entre os anos de 1996 e 2006 índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Ciências Sociais

versão impressa ISSN 0102-6909

Resumo

CARDOSO, Ana Claudia Moreira. Os trabalhadores e suas vivências cotidianas: dos tempos de trabalho e de não-trabalho. Rev. bras. Ci. Soc. [online]. 2010, vol.25, n.72, pp.101-177. ISSN 0102-6909.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-69092010000100008.

Este artigo é um estudo das vivências cotidianas de trabalhadores em relação aos tempos de trabalho e de não-trabalho. O locus de análise privilegiado é o espaço da fábrica, a Volkswagen do Brasil, em sua unidade de produção do ABC - São Paulo, exemplo emblemático de iniciativas e negociações dirigidas a flexibilizar e intensificar a jornada de trabalho. A análise concentra-se no período compreendido entre 1995 e 2005, quando foram intensas as mudanças com respeito à organização e gestão do tempo de trabalho. O artigo inicia com uma breve discussão sobre os modos de construção social do tempo de trabalho nas sociedades contemporâneas, apresentando o debate recente na sociedade brasileira. A seguir, aborda o contexto da Volkswagen do Brasil, analisando as vivências temporais cotidianas dos trabalhadores, dentro e fora do local de trabalho.

Palavras-chave : Jornada de trabalho; Tempo de trabalho; Tempo de não-trabalho; Flexibilidade.

        · resumo em Inglês | Francês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons