SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 número74Lusotopia como EcumeneAs bases do Lulismo: a volta do personalismo, realinhamento ideológico ou não alinhamento? índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Ciências Sociais

versão impressa ISSN 0102-6909

Resumo

RIBEIRO, Gustavo Lins. A globalização popular e o sistema mundial não hegemônico. Rev. bras. Ci. Soc. [online]. 2010, vol.25, n.74, pp.21-38. ISSN 0102-6909.  https://doi.org/10.1590/S0102-69092010000300002.

Existe uma globalização econômica não-hegemônica formada por mercados populares e fluxos de comércio animados, em grande medida, por gente do povo e não por representantes das elites. Essas atividades são consideradas ilegais, "contrabando", e as mercadorias, produtos piratas. Tais redes comerciais são ilegítimas do ponto de vista dos poderosos, que as combatem em nome da legalidade. Este artigo discute o que é legal/ilegal, lícito/ ilícito, lançando mão da noção de (i)lícito para dar conta das ambivalências e das contradições neste domínio. Cunho a noção de sistema mundial não-hegemônico, analiticamente dividido em duas esferas interconectadas: o "crime organizado global" e a "globalização popular". Por fim, faço considerações sobre as razões da existência da globalização popular e a formação do preço de suas mercadorias.

Palavras-chave : Transnacionalismo; Pirataria; Falsificações; Contrabando.

        · resumo em Inglês | Francês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons