SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 issue1Intimidation in adolescence: expressions of peer violence in school cultureInfraction and socio-educational measures: representations for adolescents in probation author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Psicologia & Sociedade

On-line version ISSN 1807-0310

Abstract

LIEBNITZKY, Jan  and  MONTERO, Maritza. O medo do crime em estudantes de Caracas. Psicol. Soc. [online]. 2013, vol.25, n.1, pp.152-162. ISSN 1807-0310.  https://doi.org/10.1590/S0102-71822013000100017.

A pesquisa mede os efeitos do medo ao crime num grupo de estudantes universitários. Os conceitos centrais são inseguridade subjetiva e o paradoxo vitimização-medo, que considera que inseguridade subjetiva não reflete à inseguridade objetiva. Procurava-se saber se o paradoxo estava presente nos sujeitos e, se as teorias explicadoras seriam uteis ou não neste caso. Utilizou-se um desenho de seções cruzadas combinando elementos quantitativos e qualitativos, sendo o principal o Questionário de Inseguridade Urbana. Mulheres apresentaram mais medo do crime que homens, mas não foi significativo. No nível socioeconômico baixo há menor medo ao crime do que nos níveis altos. A vitimização previa não faz diferença no medo ao crime. Inseguridade objetiva foi muito alta, mas o medo e baixo por comparação com dados de Lima e do São Luis. E interessante que o paradoxo victimização-medo seja invertido no grupo. Para explicar isso o conceito de habituação e proposto como hipótese.

Keywords : medo ao crime; inseguridade subjetiva; inseguridade urbana; paradoxo victimização-medo; habituação.

        · abstract in English | Spanish     · text in Spanish     · Spanish ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License