SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.20 issue2Effetiveness of a preoperative physiotherapeutic approach in myocardial revascularizationAnatomy of the lateral, diagonal and anterosuperior arterial branches of the left ventricle of the human heart author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Brazilian Journal of Cardiovascular Surgery

Print version ISSN 0102-7638On-line version ISSN 1678-9741

Abstract

ALMEIDA, Rui Manuel Sequeira de. Revascularização do miocárdio: estudo comparativo do custo da cirurgia convencional e da angioplastia transluminal percutânea. Rev Bras Cir Cardiovasc [online]. 2005, vol.20, n.2, pp.142-148. ISSN 1678-9741.  https://doi.org/10.1590/S0102-76382005000200009.

OBJETIVO: Comparar custos da cirurgia de revascularização do miocárdio (CRM) e da angioplastia transluminal percutânea (ATP), com seguimento por um ano. MÉTODO: Oitenta e seis pacientes foram submetidos a 87 CRM e 240 pacientes, a 267 ATP, no período de outubro de 2003 a abril de 2004. A idade média dos dois grupos foi de 62 anos. No grupo da CRM foram confeccionados 3,7 enxertos/paciente, com o uso de condutos arteriais em 96,5% dos pacientes. No grupo da ATP, foram realizadas 1,1 angioplastias, por procedimento. Vinte e um (24,4%) pacientes haviam sido submetidos a angioplastias previamente à CRM. Cada grupo foi dividido em dois subgrupos, conforme o custo, pago como um todo ou individualmente. RESULTADOS: No grupo da CRM, o custo médio da cirurgia foi de R$ 7.759,78 por procedimento, no grupo da ATP, foi de R$ 6.307,79. Ao fim de um ano, os valores foram R$ 7.875,73, para o grupo da CRM e R$ 8.234,96, para o da ATP. No subgrupo B de pacientes pertencentes ao grupo da cirurgia, o custo médio por procedimento foi de R$ 11.061,63 e, no grupo da angioplastia, de R$ 11.110,83 e, ao final de um ano, R$ 11.087,29 e R$ 13.414,59, respectivamente. CONCLUSÕES: Conclui-se que: 1) dos 326 pacientes submetidos a tratamento, apenas 26,4% foram alocados para o grupo da cirurgia; 2) o grupo da angioplastia apresentou um índice de 26,7% de reintervenção, enquanto no grupo da CRM foi de 3,5%; 3) no primeiro ano, a CRM foi 17,4% mais econômica do que a ATP, no subgrupo B de pacientes.

Keywords : Revascularização miocárdica; Custos e análise de custo; Ponte de artéria coronária; Angioplastia transluminal percutânea coronária.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License