SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.27 número4Aplicação de correlações estatísticas nas previsões de tempo estendidas na região Sudeste do Brasil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Meteorologia

versão impressa ISSN 0102-7786

Resumo

CAZES BOEZIO, Gabriel; TALENTO, Stefanie  e  PISCIOTTANO JALABERT, Gabriel Jorge. Previsão probabilistica sazonal da precipitação de dezembro-janeiro-fevereiro no norte do Uruguai e Rio Grande do Sul obtida com o modelo acoplado de previsão da NOAA e downscaling estatística. Rev. bras. meteorol. [online]. 2012, vol.27, n.4, pp.377-387. ISSN 0102-7786.  https://doi.org/10.1590/S0102-77862012000400001.

O presente trabalho analisa a previsibilidade inter-sazonal da precipitação durante o verão austral em uma sub-região do Sudeste da América do Sul, que inclui Rio Grande do Sul e o Norte do Uruguai (RGS-NU), e propõe uma metodologia para produzir previsões probabilísticas da precipitação baseada no uso do CFS v2 da NOAA. Verifica-se que a correlação entre o ENOS e a precipitação sobre RGS-NU em dezembro-janeiro-fevereiro é estatisticamente significativa nos últimos 30 anos, mas não nos 30 anos anteriores a estes. Em vista desta mudança na relação em diferentes períodos multi-decenais, consideramos útil explorar um sistema de prognósticos baseados em modelo numérico, o CFS v2 da NOAA. Estudamos as previsões retrospectivas do CFS v2 iniciadas em outubro dos anos 1983 a 2009, e achamos que o valor médio das previsões retrospectivas de vento meridional em 850 hPa sobre determinada região da América do Sul, têm habilidade estatisticamente significativa, em termos de coeficiente de correlação, de prever a precipitação observada em RGS-NU. Esta relação é a base da metodologia para produzir previsões da precipitação. As previsões retrospectivas do CFS v2 também mostram padrões de circulação anômala realistas, associados com as precipitações na região e na época considerada. Isto é encorajador, no sentido de que há potencial para melhorar ainda mais as previsões através do uso de modelos regionais combinados com as saídas do CFS v2.

Palavras-chave : Previsão sazonal; downscaling estatística; Sudeste da América do Sul; Previsões retrospectivas.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons