SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.31 número2O Intervalo de Tempo para uma Máxima Previsiblidade da Precipitação sobre o Semiarido BrasileiroAnálise de Variáveis Atmosféricas Observadas em Alta Resolução Espaço-Temporal Durante um Experimento de 30 Dias na Mesorregião da Ilha de Santa Catarina índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Meteorologia

versão impressa ISSN 0102-7786versão On-line ISSN 1982-4351

Resumo

WANDERLEY, Henderson Silva; JUSTINO, Flávio Barbosa  e  SEDIYAMA, Gilberto Chuaco. Tendência da Temperatura e Precipitação na Península Antártica. Rev. bras. meteorol. [online]. 2016, vol.31, n.2, pp.114-121. ISSN 1982-4351.  https://doi.org/10.1590/0102-778631220140146.

A Península Antártica é uma das regiões que apresentou um acentuado aumento da temperatura do ar nas últimas décadas, sendo este maior que a média global. Deste modo, objetivou-se identificar tendências mensais em dados de temperatura extremas e de precipitação na Península Antártica. Para o estudo, foram utilizados dados médios mensais de temperatura mínima e máxima do ar e precipitação compreendidos entre os anos de 1969 a 2010. Os dados foram submetidos ao teste estatístico de Mann-Kendall e ao teste “t” de Student para o coeficiente angular da regressão linear, adotando-se nível de significância para ambos os testes de 5%. Os resultados indicam aumento de ambas às temperaturas analisadas, com tendência maior para a mínima, principalmente nos meses de outono-inverno. A precipitação demonstrou uma redução para quase todos os meses.

Palavras-chave : temperatura máxima; temperatura mínima; teste de Mann-Kendall; mudanças climáticas.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )