SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.32 número2Ingestão de proteína, cálcio e sódio em creches públicasComposição corporal e risco de alterações metabólicas em adolescentes do sexo feminino índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Paulista de Pediatria

versão impressa ISSN 0103-0582versão On-line ISSN 1984-0462

Resumo

CASTILHO, Silvia Diez; NUCCI, Luciana Bertoldi; HANSEN, Lucca Ortolan  e  ASSUINO, Samanta Ramos. Prevalência de excesso de peso conforme a faixa etária em alunos de escolas de Campinas, SP. Rev. paul. pediatr. [online]. 2014, vol.32, n.2, pp.200-206. ISSN 1984-0462.  https://doi.org/10.1590/0103-0582201432214713.

OBJETIVO:

Avaliar a prevalência de excesso de peso em crianças e adolescentes que estudam em escolas particulares e públicas de Campinas, SP, conforme a faixa etária.

MÉTODOS:

Estudo transversal que avaliou 3.130 alunos de 2010 a 2012, com mensuração de peso e estatura e cálculo do índice de massa corpórea (IMC). Classificaram-se os alunos pelo escore Z do IMC/idade das curvas da Organização Mundial da Saúde (OMS)-2007 (magreza, eutrofia, sobrepeso e obesidade) e faixa etária (7-10, 11-14 e 15-18 anos). Aplicou-se a análise de regressão logística multinomial para avaliar os fatores associados ao sobrepeso e à obesidade.

RESULTADOS:

Dos 3.130 alunos, 53,7% frequentavam escolas públicas e 53,4% eram meninas. A prevalência de excesso de peso (sobrepeso ou obesidade) foi maior nas escolas privadas (37,3%) do que nas públicas (32,9%) e nos meninos (37,5%), se comparados às meninas (32,7%; p<0,05). A chance de ter excesso de peso nas crianças com 7-10 anos foi mais que o dobro do que a de adolescentes com 15 anos ou mais (OR 2,4; IC95% 2,0-3,0) e, para o grupo de 11-14 anos, foi 60% maior (OR 1,6; IC95% 1,3-2,0). Já a chance de ser obeso nas crianças com 7-10 anos foi mais que o triplo do que a de adolescentes de 15-18 anos (OR 4,4; IC95% 3,3-6,4) e 130% maior do que a de adolescentes de 11-14 anos (OR 2,3; IC95% 1,6-3,2).

CONCLUSÕES:

A prevalência do excesso de peso em Campinas continua aumentando de forma alarmante, principalmente na faixa etária mais jovem.

Palavras-chave : índice de massa corporal; criança; adolescente; sobrepeso; obesidade.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )