SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.32 número2Prevalência de excesso de peso conforme a faixa etária em alunos de escolas de Campinas, SPAvaliação do consumo de cálcio por adolescentes índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Paulista de Pediatria

versão impressa ISSN 0103-0582versão On-line ISSN 1984-0462

Resumo

FARIA, Eliane Rodrigues de et al. Composição corporal e risco de alterações metabólicas em adolescentes do sexo feminino. Rev. paul. pediatr. [online]. 2014, vol.32, n.2, pp.207-215. ISSN 1984-0462.  https://doi.org/10.1590/0103-0582201432215313.

OBJETIVO:

Estudar variáveis antropométricas e de composição corporal como preditores de risco de alterações metabólicas e de síndrome metabólica em adolescentes do sexo feminino.

MÉTODOS:

Coletaram-se dados bioquímicos, clínicos e de composição corporal de 100 adolescentes de 14 a 17 anos de escolas públicas de Viçosa, MG.

RESULTADOS:

Quanto ao estado nutricional, 83, 11 e 6% apresentaram eutrofia, sobrepeso/obesidade e baixo peso, respectivamente, e 61% apresentaram alto percentual de gordura corporal. O colesterol total foi o que apresentou maior porcentagem de inadequação (57%), seguido do HDL (high-density lipoprotein -50%), do LDL (low-density lipoprotein - 47%) e dos triglicerídeos (22%). Observou-se inadequação em 11, 9, 3 e 4% quanto à resistência à insulina, insulina de jejum, pressão arterial e glicemia, respectivamente. Encontraram-se maiores valores de insulina de jejum e HOMA-IR (índice de resistência à insulina, do inglês Homeostasis Model Assessment-Insulin Resistance) nos maiores quartis de índice de massa corpórea (IMC), perímetro da cintura, relação cintura/estatura e percentual de gordura corporal. Observou-se que o IMC, o perímetro da cintura e a relação cintura/estatura foram as variáveis que demonstraram predizer melhor o diagnóstico de níveis elevados de HOMA-IR, glicemia e insulina de jejum. A relação cintura/quadril se associou ao diagnóstico da hipertensão arterial. Todas as variáveis de composição corporal foram eficazes no diagnóstico da síndrome metabólica.

CONCLUSÕES:

As variáveis perímetro da cintura, IMC e relação cintura/estatura foram bons preditores de alterações metabólicas nas adolescentes e, por isso, devem ser usadas em conjunto para avaliar o estado nutricional nessa faixa etária.

Palavras-chave : composição corporal; adolescente; síndrome x metabólica; resistência à insulina..

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )