SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.32 issue3Does self-esteem affect body dissatisfaction levels in female adolescents?Child protection network and the intersector implementation of the circle of security as alternatives to medication author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Paulista de Pediatria

Print version ISSN 0103-0582

Abstract

BOZZA, Rodrigo et al. Fatores sociodemográficos e comportamentais associados à adiposidade corporal em adolescentes. Rev. paul. pediatr. [online]. 2014, vol.32, n.3, pp.241-246. ISSN 0103-0582.  https://doi.org/10.1590/0103-0582201432315.

Objetivo:

Identificar fatores sociodemográficos e comportamentais associados à obesidade abdominal (OA) e ao percentual de gordura corporal elevado (%GC elevado) em adolescentes de Curitiba-PR.

Métodos:

A amostra probabilística foi composta por 1.732 adolescentes, de 11 a 19 anos, de ambos os sexos, da rede pública de ensino. Foram coletadas as medidas de dobras cutâneas tricipital e panturrilha para o cálculo do %GC, além da medida da circunferência da cintura. Um questionário foi preenchido pelos adolescentes para avaliação das seguintes variáveis: sexo, idade, tipo de residência, nível socioeconômico, tempo gasto assistindo à TV durante a semana e o fim de semana, além do gasto energético diário. A regressão logística foi utilizada como medida de associação dos fatores sociodemográficos e comportamentais com a obesidade abdominal e o percentual de gordura corporal elevado.

Resultados:

As meninas apresentaram maior chance de ter o %GC elevado (OR: 2,73; IC95%: 2,32-3,33). Em contrapartida, têm menor chance de ter obesidade abdominal (OR: 0,58; IC95%: 0,44-0,78). Indivíduos mais velhos (16-19 anos) apresentaram maior chance de ter o %GC elevado (OR: 1,36; IC95%: 1,02-1,83). Em contrapartida, as faixas etárias mais elevadas (13-15 anos e 16-19 anos) tiveram uma associação inversa com a obesidade abdominal. Em relação ao gasto energético diário, os indivíduos menos ativos apresentaram maior chance de ter %GC elevado (OR: 1,36; IC95%: 1,07-1,71) e obesidade abdominal (OR: 1,40; IC95%: 1,09-1,80).

Conclusões:

Intervenções relacionadas ao aumento nos níveis de atividade física na população jovem devem ser elaboradas para o combate do excesso de adiposidade corporal.

Keywords : Obesidade abdominal; Adiposidade; Saúde do adolescente.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )