SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.52 issue4A distribuição normal-assimétrica como modelo para produtividade de milho aplicada ao seguro agrícolaFormas plurais de governança: uma análise das transações de suprimento entre frigoríficos e pecuaristas author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista de Economia e Sociologia Rural

Print version ISSN 0103-2003

Abstract

MELZ, Laércio Juarez; MARION FILHO, Pascoal José; BENDER FILHO, Reisoli  and  GASTARDELO, Tiane Alves Rocha. Determinantes da demanda internacional de carne bovina brasileira: evidências de quebras estruturais. Rev. Econ. Sociol. Rural [online]. 2014, vol.52, n.4, pp.743-760. ISSN 0103-2003.  https://doi.org/10.1590/S0103-20032014000400007.

O objetivo deste artigo é verificar as variáveis de impacto na demanda internacional por carne bovina entre janeiro de 1995 e junho de 2013. O método utilizado foi de Mínimos Quadrados Ordinários com Quebras, obtendo-se quatro quebras, cinco regimes. As variáveis independentes na regressão foram os preços de exportação e internos das carnes de bovinos, frangos e suínos, além da renda e da taxa de câmbio. No primeiro regime, a demanda por carne bovina foi elástica em relação aos preços, tanto interno quanto externo, da carne de frango e preço interno da carne bovina. Porém, a elasticidade-renda foi mais significativa. No segundo regime, a relação de preços externos foi inelástica. A elasticidade-renda foi significativa neste regime e houve impacto da taxa de câmbio. No terceiro regime, a demanda foi inelástica em relação aos preços externos das carnes de frango e bovina e elástica aos preços internos das mesmas carnes. A taxa de câmbio também teve impacto significativo. No quarto regime, a demanda foi elástica em relação ao preço interno e inelástica em relação aos preços externos e internos do frango. A renda passa a ser novamente significativa. No quinto regime, a demanda é elástica em relação ao preço externo dos suínos, interno do bovino e à renda. Houve tendência significativa de crescimento no segundo regime e de recessão no primeiro e terceiro regimes.

Keywords : Cadeia produtiva de carnes; elasticidade da demanda; Mínimos Quadrados com Quebras; bovinocultura.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License