SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30 número61Sob o credo vermelho: índios, comunistas e revolta no sul de Mato Grosso em meados do século XXO internacionalismo, a solidariedade e o interesse mútuo: encontros entre cubanos, africanos e alemães da RDA índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Estudos Históricos (Rio de Janeiro)

versão impressa ISSN 0103-2186versão On-line ISSN 2178-1494

Resumo

ARAUJO, Rodrigo Nabuco de Araujo. A voz da Argélia. A propaganda revolucionária da Frente de Libertação Nacional argelina no Brasil. Independência nacional e revolução socialista (1954-1962). Estud. hist. (Rio J.) [online]. 2017, vol.30, n.61, pp.401-424. ISSN 2178-1494.  https://doi.org/10.1590/s2178-14942017000200006.

Este trabalho tem como objetivo apresentar novas perspectivas sobre as revoluções na América Latina e no Norte da África, analisando as circulações de pessoas e ideias de 1954 a 1962. Anterior à Revolução Cubana, a Guerra da Argélia (1954-1962) mobilizou os corações e mentes de políticos e intelectuais latino-americanos. Além de intelectuais argelinos, o movimento revolucionário contou com o apoio de letrados oriundos de outras colônias francesas, bem como da América Latina. Neste artigo enfatizamos a participação de intelectuais brasileiros. O ponto de partida é a atuação da Frente argelina de Libertação Nacional na América Latina através de seu órgão oficial, o jornal El Moudjahid, bem como de jornais brasileiros. Buscamos mostrar como pensadores socialistas das décadas de 1950 e 1960 discutiram a guerra de independência da Argélia.

Palavras-chave : movimentos revolucionários; nacionalismo; socialismo; intelectuais; propaganda política; Frente de Libertação Nacional; Argélia.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português     · Português ( pdf )