SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30 número61O internacionalismo, a solidariedade e o interesse mútuo: encontros entre cubanos, africanos e alemães da RDAA Revolução dos Cravos e a historiografia portuguesa índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Estudos Históricos (Rio de Janeiro)

versão impressa ISSN 0103-2186versão On-line ISSN 2178-1494

Resumo

PIZZOLATO, Nicola. Uma nova prática revolucionária: obreiristas e a "recusa do trabalho" na Itália da década de 1970. Estud. hist. (Rio J.) [online]. 2017, vol.30, n.61, pp.449-464. ISSN 2178-1494.  https://doi.org/10.1590/s2178-14942017000200008.

Os protestos sociais que tomaram conta da Itália na década de 1970 ganharam fundamentação teórica no trabalho dos obreiristas. Estes, com base numa série de noções, delinearam uma prática revolucionária nova, encarada como retorno a uma interpretação mais autêntica do marxismo. O presente artigo trata da noção de "recusa do trabalho" e do conceito associado de "apropriação", examinando de que modo estas ferramentas teóricas se modelaram nos protestos radicais nas fábricas e foram apresentadas pelos obreiristas como plataforma central de uma estratégia revolucionária para a classe trabalhadora.

Palavras-chave : política radical; teoria marxista; obreirismo; protesto social; Itália.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )