SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.21 número54Abordagens teóricas no estudo dos movimentos sociais na américa latinaDemocracia, movimentos sociais e nivelamento intelectual: considerações sobre a ampliação da participação política índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Caderno CRH

versão impressa ISSN 0103-4979versão On-line ISSN 1983-8239

Resumo

BRINGEL, Breno  e  ECHART, Enara. Movimentos sociais e democracia: os dois lados das "fronteiras". Cad. CRH [online]. 2008, vol.21, n.54, pp.457-475. ISSN 1983-8239.  https://doi.org/10.1590/S0103-49792008000300004.

A democracia evoluiu historicamente através de intensas lutas sociais e, com frequência, também foi sacrificada em muitas dessas lutas. Nem sempre os movimentos sociais promovem a democracia, mas há uma tendência contemporânea a que muitos deles incorporem uma dimensão renovada de luta democrática, contribuindo para a ressignificação das práticas e teorias democráticas no começo deste século. Este artigo pretende ir além das análises unidirecionais com que foram tratadas as relações entre movimentos sociais e democracia nas transições democráticas, com o objetivo de questionar e ampliar as articulações teóricas possíveis entre democracia e sujeitos sociais, tomando como referência a existência de quatro "fronteiras" que muitas vezes não são superadas: a da ciência, a do Estado-nação, a da instituição e a do momento histórico.

Palavras-chave : movimentos sociais; democracia; espacialidade da política; escalas; fronteiras.

        · resumo em Inglês | Francês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons