SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.29 número77POLITIZAÇÃO, AMBIENTALIZAÇÃO E DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL EM RESERVAS EXTRATIVISTAS índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Caderno CRH

versão impressa ISSN 0103-4979versão On-line ISSN 1983-8239

Resumo

BRASIL JR, Antonio  e  BOTELHO, André. PASSAGENS DO RURAL AO URBANO E PARTICIPAÇÃO SOCIAL: a sociologia política brasileira dos anos 60. Cad. CRH [online]. 2016, vol.29, n.77, pp.209-227. ISSN 1983-8239.  https://doi.org/10.1590/S0103-49792016000200002.

Colocando em diálogo as pesquisas empíricas de Maria Isaura Pereira de Queiroz, Maria Sylvia de Carvalho Franco e Florestan Fernandes, realizadas nas décadas de 1950 e 1960 na Universidade de São Paulo, discutimos como esses três sociólogos trataram, mesmo que às vezes indiretamente, a questão da participação social, com o intuito de divisar o seu potencial teórico. Analisando as modalidades de participação do “homem comum” nas instâncias da vida política – nos processos eleitorais, nas relações com a burocracia do Estado, nos movimentos sociais, etc. –, Queiroz, Franco e Fernandes, de diferentes maneiras, situaram suas possibilidades e limites de acordo com as especificidades do processo mais geral de passagem do rural ao urbano no Brasil. Entendemos que a perspectiva histórica desses três autores, que mostram os efeitos de longa duração das raízes agrárias na conformação do mundo urbano, é fundamental para uma melhor compreensão dos dilemas de participação na sociedade brasileira contemporânea.

Palavras-chave : Pensamento social; Sociologia política; Maria Isaura Pereira de Queiroz; Maria Sylvia de Carvalho Franco; Florestan Fernandes.

        · resumo em Inglês | Francês     · texto em Português     · Português ( pdf )