SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30 número80COALIZÕES ELEITORAIS, ESTABILIDADE DO GABINETE E GASTO SOCIAL DAS PROVÍNCIAS: os casos de Buenos Aires, Córdoba e San Luís (1993-2009)RACIONALIZAÇÃO E MONETARIZAÇÃO: categorias da globalização índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Caderno CRH

versão impressa ISSN 0103-4979versão On-line ISSN 1983-8239

Resumo

SIMPSON, Ximena. O NEXO FEDERAL: a relação entre sistemas partidários e políticas públicas no Brasil e na Argentina. Cad. CRH [online]. 2017, vol.30, n.80, pp.293-313. ISSN 1983-8239.  http://dx.doi.org/10.1590/s0103-49792017000200006.

O trabalho ressalta o papel do sistema de partidos no Brasil e na Argentina como elemento central para a compreensão da capacidade de coordenação das relações intergovernamentais (RIGs) e, consequentemente, para a implementação de políticas públicas nacionais. O argumento central é que os níveis de conflitividade das RIGs, ao longo da história, são modelados pelo sistema partidário, com implicações diretas nas políticas públicas. A hipótese é que uma maior nacionalização do sistema partidário resulta em RIGs mais cooperativas, e, consequentemente, maior capacidade de penetração territorial do estado central, com políticas públicas intertemporais. Conclui-se que a dinâmica das RIGs, nos países em questão, alcança resultados contrários: enquanto, na Argentina, parece incentivar uma maior territorializaçao partidária, no Brasil, encaminha-se para a construção de um marco de interação mais cooperativo.

Palavras-chave : Federalismo; Sistema partidário; Políticas públicas; Brasil; Argentina.

        · resumo em Inglês | Francês     · texto em Português     · Português ( pdf )