SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30 issue6Oropharyngeal Squamous Cell Carcinoma: Human Papilloma Virus Coinfection with Streptococcus anginosus author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Brazilian Dental Journal

Print version ISSN 0103-6440On-line version ISSN 1806-4760

Abstract

LEVI, Yara Loyanne de Almeida Silva et al. Probiotic Administration Increases Mandibular Bone Mineral Density on Rats Exposed to Cigarette Smoke Inhalation. Braz. Dent. J. [online]. 2019, vol.30, n.6, pp.634-640.  Epub Nov 28, 2019. ISSN 1806-4760.  https://doi.org/10.1590/0103-6440201802862.

O tabagismo é um dos principais fatores de risco para a doença periodontal, aumentando sua prevalência e gravidade. Os probióticos surgiram como uma alternativa para a prevenção e tratamento de muitas doenças, uma vez que podem modular a resposta imune do hospedeiro e promover a modificação do microbioma. Dessa forma, o objetivo do presente estudo foi avaliar os efeitos da administração de probiótico sobre os tecidos periodontais em ratos expostos à inalação de fumaça de cigarro (CSI). Quarenta ratos foram divididos nos seguintes grupos (n=10): grupo C (controle, sem CSI e probiótico); grupo PROB (controle+probiótico); grupo CSI (CSI) e grupo CSI+PROB (CSI+probiótico). Os grupos PROB e CSI+PROB receberam 2g de uma associação de microrganismos probióticos incorporados à ração durante 6 meses. Os grupos CSI e CSI + PROB foram expostos à CSI por 60 minutos diários. Após seis meses, todos os animais foram eutanasiados e as hemi mandíbulas coletadas e processadas para análises de microtomografia computadorizada. Em relação ao peso corporal dos animais, o consumo de ração foi semelhante entre os grupos, porém, após o segundo mês os grupos C e PROB apresentaram maior ganho de peso quando comparados aos grupos CSI e CSI+PROB (p <0,05). O grupo CSI apresentou redução na densidade mineral óssea (DMO), enquanto que o grupo PROB apresentou os maiores valores (p=0,01). Pode-se concluir que a administração de probióticos promoveu aumento da DMO e, consequentemente, efeito protetor sobre as estruturas ósseas mandibulares em ratos expostos à inalação de fumaça de cigarro.

Keywords : bone density; periodontitis; probiotics; smoking.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )