SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.21 número3GERMINAÇÃO DE SEMENTES DE MILHO TRATADAS COM FONTES E DOSES DE ZINCO E BORODIAGNÓSTICO DE GESTAÇÃO POR ULTRA-SONOGRAFIA índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência Rural

versão impressa ISSN 0103-8478

Resumo

ANTONIOLLI, Zaida Ines  e  KAMINSKI, João. MICORRIZAS. Cienc. Rural [online]. 1991, vol.21, n.3, pp.441-455. ISSN 0103-8478.  https://doi.org/10.1590/S0103-84781991000300013.

As micorrizas são associações entre fungos da classe Zigomicetes e raízes de plantas vasculares, ocorrendo nos mais diversos ecossistemas terrestres. De acordo com a morfoanatomia podem ser dos tipos ecto, ectoendo e endomicorrizas. Os fungos endomicorrizicos vesículo-arbusculares (fMVA), ordem Glomales, formam associações com penetração inter e intracelular das hifas e produzem estruturas fungicas (arbúsculos e vesículas) na região do córtex das raízes. São simbiontes obrigatórios. Estimulam o crescimento das plantas aumentando substancialmente a absorção de fósforo, zinco e cobre em solos com disponibilidade subótima. O caráter da associação pode ser mutualístico, neutralístico ou, raramente, parasítico, dependendo dos fatores internos, espécies de plantas e fungos, e fatores externos, principalmente os edáficos ligados a disponibilidade de fósforo. Também fatores não nutricionais estão envolvidos no estímulo ao crescimento das plantas colonizadas com fMVA.

Palavras-chave : micorrizas; micorriza vesículo-arbuscular; MVA; taxonomia de micorrizas.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons