SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.43 número6Modelo de suprimento sanguíneo do intestino delgado e grosso da preguiça de coleira (Bradypus torquatus)Adubação nitrogenada sobre rendimento industrial e composição dos grãos de arroz irrigado índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência Rural

versão impressa ISSN 0103-8478

Resumo

PEREIRA, Roberta Carneiro da Fontoura et al. Avaliação de sete protocolos para obtenção de plasma rico em plaquetas na espécie equina. Cienc. Rural [online]. 2013, vol.43, n.6, pp.1122-1127.  Epub 10-Maio-2013. ISSN 0103-8478.  https://doi.org/10.1590/S0103-84782013005000052.

O presente estudo teve por objetivo avaliar a capacidade de concentração plaquetária e sua correlação com os níveis do fator de crescimento TGF-B1, a presença de leucócitos e de hemácias nos diferentes protocolos utilizados na obtenção do plasma rico em plaquetas (PRP) de equinos, através do método manual. Dez equinos, sadios, com idade média de 7 anos (±2,39), pesando em média 500kg (±67,1) foram utilizados neste estudo. Os protocolos testados variaram na velocidade e no tempo nas duas centrifugações. As variáveis analisadas nas amostras de PRP foram: concentração de plaquetas, presença de leucócitos e hemácias, e níveis de TGF-β1 quantificados pelo teste ELISA. Os protocolos testados não diferiram na capacidade de concentração de plaquetas e nos níveis de TGF-β1. Entretanto, houve diferença significava entre o protocolo I e os demais por este apresentar maior número de hemácias e leucócitos nas amostras de PRP, sendo por esse motivo considerado um protocolo inadequado para processamento do volume de sangue utilizado. Os demais protocolos podem ser utilizados para obtenção de PRP terapêutico em equinos.

Palavras-chave : PRP; equino; centrifugação; TGF-B1.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons