SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.43 número10Dos primórdios da agricultura ao controle biológico em plantas: um pouco de históriaHistoquímica, teor e composição química do óleo essencial nos diferentes órgãos de Alpinia zerumbet índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência Rural

versão impressa ISSN 0103-8478

Resumo

MOREIRA, André Luís et al. Crescimento de Cattleya walkeriana em diferentes sistemas de micropropagação. Cienc. Rural [online]. 2013, vol.43, n.10, pp.1804-1810. ISSN 0103-8478.  https://doi.org/10.1590/S0103-84782013001000012.

O objetivo do presente trabalho foi verificar o crescimento in vitro de orquídeas em diferentes sistemas de micropropagação, sendo cultivado em biorreator, sistema de ventilação natural e convencional. Plantas de Cattleya walkeriana foram obtidas a partir da germinação de sementes em meio de cultura. Após o a germinação, as plantas foram uniformizadas com aproximadamente 1,0cm de comprimento e inoculadas nos diferentes tratamentos. Os tratamentos contaram dois sistema de micropropagação (convencional e ventilação natural) e três meios de cultura (líquido, sólido com 5 e 6g L-1 de ágar). Foram realizados dois tratamentos adicionais em biorreator de imersão temporária e contínua. O delineamento foi o inteiramente casualizado, consistindo de um fatorial 2x3 com dois tratamentos adicionais, totalizando oito tratamentos com três repetições. O biorreator de imersão temporária promoveu o maior crescimento da parte aérea e do sistema radicular, maior acúmulo de massa seca e melhor controle da perda de água das plantas. O biorreator de imersão temporária é o melhor sistema de micropropagação para o crescimento in vitro de C. walkeriana.

Palavras-chave : biorreator; imersão temporária; meio líquido; ventilação natural; cultivo in vitro.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons