SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.50 número3Estimativa do teor de clorofila para folhas de milheto usando imagens hiperespectrais e uma rede neural atenção-convolucionalMetais potencialmentetóxicos em hortas escolares na região urbana de Lages, Santa Catarina, Brasil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência Rural

versão impressa ISSN 0103-8478versão On-line ISSN 1678-4596

Resumo

DIAS, Francisco Yago Elias de Castro et al. Rendimento da biomassa herbácea em solos salinos nas estações seca e chuvosa no município de Pentecoste, CE, Brasil. Cienc. Rural [online]. 2020, vol.50, n.3, e20190453.  Epub 03-Abr-2020. ISSN 1678-4596.  https://doi.org/10.1590/0103-8478cr20190453.

O objetivo do trabalho foi avaliar o rendimento de biomassa vegetal de espécies presentes naturalmente em uma área com o solo salinizado no perímetro irrigado Curu-Pentecoste, no município de Pentecoste, CE, correlacionando com os atributos umidade, pH e condutividade elétrica (CE) do solo. O experimento foi realizado em 6 áreas, sendo a área 1 mais próxima do dreno coletor o extremo mais salinizado, e a área 6 mais distante do dreno coletor, o extremo menos salinizado. Utilizamos do delineamento fatorial no esquema 2 x 6, com primeiro fator referente às estações de coleta (seca e chuva), e o segundo relativo às áreas. Foram marcadas em cada uma das áreas 8 parcelas permanentes de 5 x 5m e em cada parcela permanente foram realizadas coletas da porção forrageira dentro de um quadrado de 0,25 x 0,25 m. Amostras de solo de 0-20 cm de profundidade foram coletadas para a obtenção da CE, do pH e da umidade do solo. A fitomassa foi secada em estufa, onde foram mensurados o seu conteúdo de água e biomassa seca. Três subamostras por área foram queimadas em mufla para a obtenção do seu conteúdo de cinzas. O pH e CE elevados do solo mostraram características típicas de solos de clima árido, que associados a uma significante diminuição da umidade desse, podem causar prejuízos na maioria dos cultivos no Nordeste brasileiro. Entretanto, o rendimento de biomassa foi elevado, o que demonstra que as espécies ali presentes possuem mecanismos adaptativos para tolerância aos estresses salino e hídrico.

Palavras-chave : fitomassa; halófitas; salinização.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )