SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.56 número3Desenvolvimento de Spodoptera frugiperda (J. E. Smith) em genótipos de milho tratados com extrato acetato de etila de Trichilia pallida (Swartz)Eficiência do uso da radiação e índice de colheita em trigo submetido a estresse hídrico em diferentes estádios de desenvolvimento índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Scientia Agricola

versão On-line ISSN 1678-992X

Resumo

PERONI, Nivaldo; MARTINS, Paulo Sodero  e  ANDO, Akihiko. Diversidade inter- e intra-específica e uso de análise multivariada para morfologia da mandioca (Manihot esculenta Crantz): um estudo de caso. Sci. agric. [online]. 1999, vol.56, n.3, pp.587-595. ISSN 1678-992X.  https://doi.org/10.1590/S0103-90161999000300011.

A agricultura itinerante, caracterizada por ciclos de uso e pousio, é uma técnica utilizada por muitos agricultores no mundo, assim como por agricultores tradicionais da região de Cananéia (SP). Estes agricultores herdaram toda um gama de conhecimentos transmitidos oralmente sobre a agricultura praticada por povos indígenas desde o período pré colonial. A mandioca é o principal cultivo neste sistema, o que a torna um organismo chave para entender as especificidades do sistema agrícola itinerante. Foram obtidas informações sobre as espécies cultivadas no sistema itinerante, e mais especificamente sobre as etnovariedades de mandioca. Entrevistas com os agricultores permitiram caracterizar o sistema utilizado, demonstrando que na propriedade estudada podem ser cultivadas até 62 etnovariedades pertencentes a 15 espécies diferentes, mostrando a grande diversidade tanto inter como intra específica. O objetivo principal foi aferir a identificação feita pelo agricultor das etnovariedades de mandioca (Manihot esculenta Crantz) cultivadas intra-roça e a divergência morfológica entre elas. Através da avaliação de 21 caracteres morfológicos avaliados in situ, em uma roça de agricultores tradicionais da comunidade de Ariri (Cananéia), e utilizando análise de componentes principais (PCA) e análise de agrupamento, foi possível agrupar as etnovariedades em grupos coerentes com a classificação local. Além disso a metodologia empregada mostrou grande eficiência com dados tomados em condições não experimentais.

Palavras-chave : agricultura itinerante; mandioca (Manihot esculenta); diversidade intra específica; etnobiologia; análise de agrupamento; análise de componentes principais.

        · resumo em Inglês     · texto em Português

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons