SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.59 número3Variabilidade isoenzimática de acessos de mandioca de diferentes regiões do BrasilAdição de Zn e absorção, translocação e utilização de Zn e P por cultivares de cafeeiro índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Scientia Agricola

versão On-line ISSN 1678-992X

Resumo

FURLANI, Ângela Maria Cangiani et al. Variabilidade em germoplasma de soja para eficiência na absorção e utilização de fósforo. Sci. agric. (Piracicaba, Braz.) [online]. 2002, vol.59, n.3, pp.529-536. ISSN 1678-992X.  https://doi.org/10.1590/S0103-90162002000300018.

A eficiência da planta na absorção e utilização de fósforo em situação de baixa disponibilidade do nutriente pode contribuir para aumentar o potencial produtivo da cultura. Vinte e nove cultivares de soja [Glycine max (L.) Merr.] foram avaliados e classificados quanto à resposta a concentrações de fósforo (P) em solução nutritiva. Determinaram-se as variáveis relacionadas com a eficiência na absorção e utilização de P: produção de matéria seca (MS) da parte aérea e das raízes, teores de P nas partes das plantas e os índices de eficiência de utilização de P (IE). O experimento foi instalado em casa de vegetação em Campinas, em 1999. Foi utilizado o delineamento em blocos ao acaso, em parcelas subdivididas com três repetições. As parcelas principais constituíram-se das concentrações de P na solução nutritiva (64,5; 129; 258 e 516 mmol L-1) e as subparcelas, dos vinte e nove cultivares de soja, agrupados de acordo com o ciclo. As plantas foram colhidas no florescimento, separadas em parte aérea e raízes para determinação da matéria seca e análise química de nutrientes. A análise de variância indicou diferenças nas respostas das plantas para concentrações de P e cultivares. A análise multivariada mostrou alta correlação entre a MS de parte aérea e MS-total com os teores de P na parte aérea e índices de eficiência de utilização de P (IE). Os cultivares foram classificados em eficientes e responsivos (ER) ¾ 'IAC-1', 'IAC-2', 'IAC-4', 'IAC-5', 'IAC-6', 'IAC-9', 'Sta. Rosa' e 'UFV-1'; eficientes não responsivos (ENR) ¾ 'IAC-7', 'IAC-11', 'IAC-15', 'S. Carlos' e 'Cristalina'; ineficientes responsivos (IR) ¾ 'IAC-8', 'IAC-10', 'IAC-14', 'Bossier' e 'Foscarin'; e ineficientes não responsivos (INR) ¾ 'IAC-12', 'IAC-13', 'IAC-16', 'IAC-17', 'IAC-18', 'IAC-19', 'IAC-20', 'IAC-22', 'Paraná', 'IAS-5' e 'BR-4'. Os cultivares eficientes e responsivos mostraram os maiores valores para MS de parte aérea, MS total e IE, e os menores teores de P na parte aérea.

Palavras-chave : Glycine max (L.) Merr.; cultivar; índice de eficiência ao P; absorção de P; utilização de P.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons