SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.67 número2Performance de híbridos simples de milho desenvolvidos de populações melhoradas por seleção recorrente recíproca modificadaEfeito do pH e da temperatura nas atividades da peroxidase e polifenoloxidase do pericarpo de lichia índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Scientia Agricola

versão On-line ISSN 1678-992X

Resumo

BUSATO, Jader Galba et al. Substâncias húmicas isoladas de resíduos da indústria da cana-de-açúcar como promotoras de crescimento radicular. Sci. agric. (Piracicaba, Braz.) [online]. 2010, vol.67, n.2, pp.206-212. ISSN 1678-992X.  https://doi.org/10.1590/S0103-90162010000200012.

Substâncias promotoras do crescimento vegetal são amplamente utilizadas na agricultura moderna. Existem vários produtos no mercado, muitos dos quais são substâncias húmicas isoladas de diferentes fontes. A torta de filtro, um resíduo da produção do açúcar, é uma fonte rica e renovável de matéria orgânica e essas características a tornam uma possível fonte de substâncias promotoras do crescimento vegetal. Ácidos húmicos (AH) da torta de filtro foram caracterizados, e foi avaliado seu efeito como promotor de crescimento radicular. As características químicas dos AH foram avaliadas por meio da composição elementar, grupos funcionais ácidos, relação E4/E6 e espectroscopia de infravermelho. A atividade biológica dos AH foi acessada avaliando-se a arquitetura radicular e a atividade da H+-ATPase de membrana plasmática. O desenvolvimento de raízes laterais foi diretamente relacionado ao estímulo da atividade da H+-ATPase. A habilidade dos AH em promover o desenvolvimento radicular indica que AH extraídos da torta de filtro podem ser utilizados como estimuladores do crescimento de plantas.

Palavras-chave : H+-ATPase; Brasil; resíduos industriais; efeitos fisiológicos; bioatividade.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons