SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.28 número1Mapeamento dos padrões de atuação dos países nas Cadeias Globais de Valor e os ganhos em termos de mudança estruturalInter-relações entre a dívida pública e política monetária no Brasil: uma análise histórica índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Economia e Sociedade

versão impressa ISSN 0104-0618versão On-line ISSN 1982-3533

Resumo

FERNANDEZ, Virginia Laura  e  CURADO, Marcelo Luiz. Matriz de Competitividade e o papel dos mercados emergentes nas exportações argentinas e brasileiras. Econ. soc. [online]. 2019, vol.28, n.1, pp.123-151.  Epub 29-Abr-2019. ISSN 1982-3533.  http://dx.doi.org/10.1590/1982-3533.2019v28n1art07.

O objetivo deste trabalho é analisar a evolução da estrutura de exportações da Argentina e do Brasil entre 1985 e 2010 a partir da matriz de competitividade desenvolvida originalmente por Fajnzylber e Mandeng. Especificamente, pretende-se analisar a relação existente entre o formato da matriz de competitividade e a evolução dos mercados de destino das exportações brasileiras e argentinas analisados (OCDE, Mercosul, Ásia em Desenvolvimento e MUNDO). Os resultados confirmam que os mercados dos países emergentes favorecem as exportações mais dinâmicas e competitivas da Argentina e do Brasil. Entretanto, enquanto as exportações argentinas e brasileiras ao Mercosul estão compostas por manufaturas mais sofisticadas, as exportações aos países em desenvolvimento da Ásia são quase em sua totalidade de recursos naturais e commodities.

Palavras-chave : Padrão de Exportações da Argentina e do Brasil; Matriz de Competitividade de Fajnzylber-Mandeng; Recursos Naturais.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )