SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.28 número especialUSO DE DROGAS, CONHECIMENTO DAS CONSEQUÊNCIAS DO CONSUMO E DESEMPENHO ACADÉMICO ENTRE ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS EM SAN SALVADOR, EL SALVADORPERCEPÇÃO DE DANOS E BENEFÍCIOS DO USO DE CANNABIS ENTRE ADOLESCENTES DA AMÉRICA LATINA E CARIBE índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Texto & Contexto - Enfermagem

versão impressa ISSN 0104-0707versão On-line ISSN 1980-265X

Resumo

HENRIQUEZ, Patricia Cid  e  HAMILTON, Hayley. PERCEPÇÃO DE DANOS E BENEFÍCIOS DE ADOLESCENTES SOBRE O USO DE MACONHA, PROVÍNCIA DE CONCEPCIÓN, CHILE. Texto contexto - enferm. [online]. 2019, vol.28, n.spe, e169.  Epub 15-Ago-2019. ISSN 1980-265X.  https://doi.org/10.1590/1980-265x-tce-cicad-16-9.

Objetivo:

identificar a percepção de danos e benefícios da maconha associada ao uso de maconha entre estudantes do ensino médio com idade entre 15 e 17 anos.

Método:

desenho quantitativo, transversal, descritivo e correlacional. A amostra foi de 268 estudantes de estabelecimentos públicos de ensino com idades entre 15 e 17 anos, provenientes de cinco comunas da Província de Concepción do Chile. As variáveis independentes foram biodemográficas (sexo, idade e curso), a idade de início, o uso de maconha em amigos, a percepção de danos, e os benefícios e a intenção de usar maconha. As variáveis dependentes foram o uso (tabagismo) da maconha (prevalência de vida, nos últimos 12 meses e nos últimos 30 dias). O instrumento de coleta de dados foi composto por um questionário semiestruturado do Sistema Interamericano de Dados Uniforme da CICAD para estudantes do ensino médio; Monitoring The Future, e a Percepção de Risco. Instrumento autoaplicado com o consentimento prévio dos pais e a concordância dos alunos.

Resultados:

pouco mais da metade (54%) dos estudantes relatou nunca ter fumado maconha, mas 46% já o usaram em suas vidas. Existe uma correlação moderada entre a percepção do dano e o uso da maconha. Observamos também uma correlação moderada negativa entre a percepção de benefícios e o uso de maconha. Correlações estatisticamente significantes.

Conclusão:

pouco menos da metade dos estudantes entre 15 e 17 anos declara consumir maconha, resultado alarmante devido aos efeitos negativos da mesma. Além disso, eles percebem poucos danos sobre o uso de maconha, e uma posição favorável é vista para o uso de mesma para fins medicinais. Uma política abrangente de prevenção efetiva de drogas na comunidade, na família e no nível pessoal é imperativa.

Palavras-chave : Fumar; Maconha; Cannabis; Adolescentes; Estudantes; Drogas Ilícitas.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Inglês | Espanhol     · Inglês ( pdf ) | Espanhol ( pdf )