SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 número4A rua tem um ímã, acho que é a liberdade: potência, sofrimento e estratégias de vida entre moradores de rua na cidade de Santos, no litoral do Estado de São PauloO papel da sociedade e da família na assistência ao sobrepeso e à obesidade infantil: percepção de trabalhadores da saúde em diferentes níveis de atenção índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Saúde e Sociedade

versão impressa ISSN 0104-1290

Resumo

PALMA, Alexandre; FERREIRA, Nilda Teves; VILACA, Murilo Mariano  e  ASSIS, Monique. Conflitos de interesse na “guerra” contra a obesidade: é possível servir a dois senhores?. Saude soc. [online]. 2014, vol.23, n.4, pp.1262-1274. ISSN 0104-1290.  https://doi.org/10.1590/S0104-12902014000400012.

Diferentes e numerosas pesquisas têm tentado demonstrar que a obesidade e o sedentarismo apresentam elevadas taxas de prevalência no mundo e no Brasil. A “guerra”, no entanto, tem sido travada, muitas vezes, contra os obesos e sedentários, ao contrário de combater as referidas condições. Além disso, não é raro encontrar os fabricantes de alimentos ultraprocessados associando-se a entidades científicas. Nesse sentido, o objetivo deste estudo é examinar a presença de potenciais conflitos de interesse nas relações entre as empresas patrocinadoras e as organizações científicas que desenvolvem ações de estímulo à redução da gordura corporal e ao aumento da prática de atividades físicas. Foram investigados, por meio da análise do discurso, os sítios eletrônicos de sete instituições científicas. Inicialmente, procurou-se por empresas patrocinadoras dos eventos ou prêmios promovidos por tais instituições. Foram examinados todos os eventos e prêmios disponíveis entre os anos 2012 e 2013. Das sete instituições investigadas, três apresentaram alguma associação com empresas fabricantes de alimentos ultraprocessados. Dos discursos analisados chamou a atenção: a) a insistência em afirmar que se busca incentivar comportamentos associados à prática regular de atividades físicas, à alimentação saudável e ao propósito de reduzir a obesidade e melhorar a saúde; b) o envolvimento de diferentes empresas do setor de alimentos considerados não saudáveis; e c) a capacidade de envolver diferentes profissionais e organizações científicas. Conclui-se, então, haver certa incoerência entre os discursos e as ações das instituições e claro conflito de interesses.

Palavras-chave : Conflito de Interesses; Obesidade; Estilo de Vida Sedentário; Indústria Alimentícia.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )