SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.49 issue3Extraprostatic disease prediction in patients with carcinoma of the prostate: role of PSA, prostatic biopsy fragments percentage and Gleason score author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista da Associação Médica Brasileira

Print version ISSN 0104-4230On-line version ISSN 1806-9282

Abstract

CASTRO, Mônica de; CAIUBY, Andrea Vannini Santesso; DRAIBE, Sérgio Antônio  and  CANZIANI, Maria Eugênia Fernandes. Qualidade de vida de pacientes com insuficiência renal crônica em hemodiálise avaliada através do instrumento genérico SF-36. Rev. Assoc. Med. Bras. [online]. 2003, vol.49, n.3, pp.245-249. ISSN 1806-9282.  https://doi.org/10.1590/S0104-42302003000300025.

RESUMO: Qualidade de vida é um conceito novo na área de saúde e existem controvérsias na aplicação da prática clínica. No Brasil, trabalhos foram realizados na área de nefrologia, indicando a necessidade de maiores estudos. OBJETIVOS: Analisar a qualidade de vida dos pacientes com diferentes tempos de hemodiálise. MÉTODOS: O estudo constou de uma entrevista com aplicação do SF-36, coleta de dados demográficos e socioeconômicos, obtenção das principais características clínicas e coleta de dados bioquímicos. RESULTADOS: Foram estudados 184 pacientes, sendo 63% do sexo masculino, com idade de 46±15anos (X±DP), tempo em hemodiálise 30±36 meses, 48% com escolaridade até quatro anos e 53% pertenciam às classes D e E. Constatou-se comprometimento nas diferentes dimensões analisadas, sendo que os menores resultados foram nos aspectos físicos e vitalidade. Verificou-se correlação negativa entre idade e capacidade funcional, aspectos físicos, dor e vitalidade; entre tempo de hemodiálise e aspectos emocionais. Por outro lado, constatou-se correlação positiva entre escolaridade e aspecto emocionais e entre hemoglobina e vitalidade. Além disso, observou-se que os pacientes diabéticos, quando comparados aos não diabéticos, eram mais idosos e apresentavam menores valores nas dimensões capacidade funcional e estado geral de saúde. CONCLUSÕES: O SF-36 foi um bom instrumento para avaliar qualidade de vida de pacientes em hemodiálise. A população estudada apresentou comprometimento em várias dimensões analisadas. A presença de doença crônica, a necessidade de tratamento contínuo por um longo período, idade avançada, assim como a presença de co-morbidades são fatores que podem interferir na qualidade de vida dessa população.

Keywords : Qualidade de vida; SF-36; Hemodiálise; Insuficiência renal crônica.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License