SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.50 número4Sensibilidade e especificidade da histerossonografia nas afecções endometriais em mulheres assintomáticas pós-menopausaSepse grave e choque séptico em crianças com câncer: fatores preditores de óbito índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista da Associação Médica Brasileira

versão impressa ISSN 0104-4230versão On-line ISSN 1806-9282

Resumo

BALBANI, Aracy Pereira Silveira; DUARTE, Jurandir Godoy  e  MONTOVANI, Jair Cortez. Análise retrospectiva da toxicidade de gotas otológicas, medicamentos tópicos nasais e orofaríngeos registrada na Grande São Paulo. Rev. Assoc. Med. Bras. [online]. 2004, vol.50, n.4, pp.433-438. ISSN 1806-9282.  https://doi.org/10.1590/S0104-42302004000400036.

OBJETIVO: Análise retrospectiva dos registros de toxicidade em humanos envolvendo medicamentos tópicos para tratamento de doenças das vias aéreas superiores (gotas otológicas; medicamentos tópicos nasais; colutórios, pastilhas e aerossóis para afecções da orofaringe). MÉTODOS: Foram selecionadas: 34 marcas comerciais de gotas otológicas, 48 de medicamentos tópicos nasais e 22 de pastilhas, colutórios e aerossóis para afecções orofaríngeas, totalizando 104 medicamentos disponíveis no Brasil. Analisamos os registros do banco de dados eletrônico do Centro de Controle de Intoxicações (CCI-Jabaquara) da Grande São Paulo, no período de janeiro de 1996 a dezembro de 2000 e compilamos os casos relacionados aos fármacos escolhidos. RESULTADOS: Foram relatados ao CCI-Jabaquara, voluntariamente, 10.823 casos de toxicidade de medicamentos em humanos. Remédios tópicos para tratamento de afecções das vias aéreas superiores corresponderam a 291 casos (2,68%), dos quais 240 (82,5%) foram intoxicações; 12 (4,1%) envolveram gotas otológicas; 268 (92%), medicamentos tópicos nasais e 11 (3,9%), medicamentos de uso tópico orofaríngeo. Na categoria dos tópicos nasais, predominaram vasoconstritores (233 casos). Dentre os tópicos para afecções orofaríngeas prevaleceu a tetracaína (quatro casos). Na distribuição por idade, houve preponderância de casos em crianças de um a quatro anos (p=0,0003). As principais circunstâncias da toxicidade foram: ingestão acidental (43%) e erro de administração dos medicamentos (14,8%). Os sintomas mais freqüentes de toxicidade foram hiperreflexia e vômitos. CONCLUSÕES: Houve incidência significativa de toxicidade sistêmica por gotas otológicas, medicamentos tópicos nasais e orofaríngeos em crianças de um a quatro anos de idade, cuja principal causa foi ingestão acidental destes remédios.

Palavras-chave : Otite; Obstrução nasal; Faringite; Anestésicos locais; Antiinfecciosos locais; Antiinflamatórios tópicos.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons