SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.63 issue6Factors associated with burnout syndrome in medical residents of a university hospitalDiagnostic and prognostic performances of serum procalcitonin in patients with bloodstream infections: A parallel, case-control study comprising adults and elderly author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista da Associação Médica Brasileira

Print version ISSN 0104-4230On-line version ISSN 1806-9282

Abstract

EZEQUIEL, Oscarina da Silva et al. Distribuição geográfica e trajetória dos médicos egressos de instituição pública. Rev. Assoc. Med. Bras. [online]. 2017, vol.63, n.6, pp.512-520. ISSN 1806-9282.  https://doi.org/10.1590/1806-9282.63.06.512.

Objetivo:

Avaliar a distribuição geográfica e a trajetória dos médicos e fatores associados à escolha para o local da prática médica.

Método:

Estudo transversal envolvendo graduados entre 2001 a 2010, utilizando-se questionário autoaplicado com dados sociodemográficos, informações de localização geográfica (local de nascimento, local onde residia quando entrou na faculdade de medicina, local onde realizou a residência médica e local de prática profissional), e as razões para escolha do local de sua fixação. Análises estatísticas avaliaram as tendências da distribuição dos egressos e os fatores associados com a escolha do local para a prática médica.

Resultados:

563 egressos completaram o questionário. Destes, 4,3% (n=24) eram médicos de família, 19,9% (n=112) tinham especialidades em grandes áreas (medicina interna, pediatria, cirurgia e ginecologia-obstetrícia), enquanto os outros escolheram subespecialidades. Houve predomínio da escolha de cidades de grande porte para a prática profissional. Convites para trabalhar recebidos durante a residência médica aumentaram a escolha de cidades de maior densidade populacional. Por outro lado, os convites recebidos durante a graduação influenciaram a escolha de cidades de mais baixa densidade populacional. Para estes últimos, a presença da família no local foi fator de influência, enquanto, para os que escolheram cidades de maior densidade populacional, os fatores de influência foram melhor infraestrutura e mais opções de diversão.

Conclusão:

A maioria dos médicos deste estudo fixou-se em grandes cidades e escolheu subespecialidades. Conhecer os múltiplos fatores que influenciaram a escolha do local para prática profissional pode auxiliar no planejamento de estratégias para reduzir a má distribuição do trabalho médico.

Keywords : distribuição de médicos; atenção primária à saúde; área de atuação profissional.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )