SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.9 número20Romeiros e turistas no santuário de Bom Jesus da Lapa índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Horizontes Antropológicos

versão impressa ISSN 0104-7183versão On-line ISSN 1806-9983

Resumo

L'ESTOILE, Benoît de. "O arquivo total da humanidade": utopia enciclopédica e divisão do trabalho na etnologia francesa. Horiz. antropol. [online]. 2003, vol.9, n.20, pp.265-302. ISSN 1806-9983.  https://doi.org/10.1590/S0104-71832003000200014.

O presente artigo mostra como, na primeira metade do século XX, os esforços dos fundadores da antropologia francesa visavam a organizar e racionalizar o sistema de divisão do trabalho do conhecimento pela separação e coordenação entre cientistas acadêmicos e etnógrafos voluntários. Esse sistema contrasta com a imagem romântica e mais corriqueira do antropólogo isolado, e que corresponde ao caso britânico, no qual se deu um esforço no sentido da inserção do cientista no campo e a "profissionalização" foi acompanhada da exclusão dos "amadores", relegados a um estado obsoleto da atividade de investigação. O modelo de divisão do trabalho, dominante na França, exigiu o recrutamento de "multidões de colaboradores" e favoreceu o estabelecimento de uma rede que articulava disciplinarmente os profissionais da antropologia e os auxiliares coloniais.

Palavras-chave : divisão do trabalho intelectual; história da antropologia; profissionalização; trabalho de campo.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons