SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.24 número52The magnetised object and the public space. Political-religious praxis in the Missionary’s of Francis movement in ArgentinaO julgamento no Supremo do aborto de anencéfalo – ADPF 54: uma etnografia da religião no espaço público índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Horizontes Antropológicos

versão impressa ISSN 0104-7183versão On-line ISSN 1806-9983

Resumo

MONTERO, Paula; SILVA, Aramis Luis  e  SALES, Lilian. Fazer religião em público: encenações religiosas e influência pública. Horiz. antropol. [online]. 2018, vol.24, n.52, pp.131-164. ISSN 1806-9983.  https://doi.org/10.1590/s0104-71832018000300006.

Levando em conta a expansão do ativismo de diversas agências religiosas nas mais variadas arenas públicas nacionais, este artigo visa trabalhar o problema da reconfiguração recente do secularismo brasileiro. A partir da análise de três casos concretos – cerimônia de inauguração do Tempo de Salomão, repercussão midiática de uma pastora transgênera e controvérsias no Supremo Tribunal Federal envolvendo agentes religiosos –, procuraremos demonstrar como as diversas dinâmicas de produção de visibilidade observadas resultam em um novo entendimento do que é “fazer religião” em público e, no limite, modificam a configuração de nossa ordem jurídica secular. Seguindo por esse caminho e observando o modo como a publicização da experiência sacraliza (moraliza) problemas privados tornando-os públicos, constata-se que grande parte da eficácia da linguagem religiosa contemporânea está menos na imposição de uma mensagem do que na qualidade e plasticidade de suas encenações nas diferentes arenas.

Palavras-chave : religião, secularismo, publicização; arenas públicas.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )