SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.24 issue52Public spaces and religion: an idea to debate, a monument to analyze author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Horizontes Antropológicos

Print version ISSN 0104-7183On-line version ISSN 1806-9983

Abstract

VISACOVSKY, Sergio E.. Os dias em que Argentina parou. História, nação e futuro imaginável nas interpretações públicas da crise argentina no início do século XXI. Horiz. antropol. [online]. 2018, vol.24, n.52, pp.311-341. ISSN 1806-9983.  https://doi.org/10.1590/s0104-71832018000300012.

O propósito deste artigo é mostrar como as interpretações públicas da “crise” argentina no início do século XXI foram condições necessárias para a constituição do evento. Tais interpretações sustentavam que a Argentina era dominada por uma espécie de força maligna originada há muito tempo, mas cujos efeitos persistiram no presente. E, a menos que ela fosse conjurada de uma vez por todas, permaneceria ativa e prejudicial no futuro. Assim, a “crise” foi vista como um episódio do fracasso contínuo da nação. Com base em colunas de opinião ou editoriais em jornais e revistas de interesse geral e político, artigos acadêmicos e livros, quero mostrar como a imaginação de futuros possíveis dependia das concepções de temporalidades implícitas nas interpretações expressas em narrativas e diferentes avaliações de eventos, personagens e ideias. Estes deram especificidade histórica ao evento e levaram ao surgimento de novos cenários para a ação política.

Keywords : crise argentina; narrativa; temporalidade; interpretações públicas.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )