SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 issue4Economic feasibility of timber management in extractive settlement projects of southwestern AmazoniaInfluence of storage time on the quality of biomass for energy production in humid subtropical regions author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


CERNE

Print version ISSN 0104-7760

Abstract

CHAGAS JUNIOR, José Magno das; CARVALHO, Douglas Antônio de  and  MANSANARES, Mariana Esteves. A família Bignoniaceae Juss. (Ipês) no município de Lavras, Minas Gerais. CERNE [online]. 2010, vol.16, n.4, pp.517-529. ISSN 0104-7760.  http://dx.doi.org/10.1590/S0104-77602010000400011.

A família Bignoniaceae apresenta 120 gêneros e cerca de 800 espécies, com distribuição pantropical, ocorrendo principalmente nos neotrópicos. No Brasil, ocorrem 32 gêneros e cerca de 350 espécies, sendo esse país considerado o centro de diversificação da família. Em Minas Gerais, alguns levantamentos apontam a ocorrência de espécies como Dolichandra unguis-cati, Fridericia speciosa e Handroanthus chrysotrichus. Em Lavras, estudos apontam 58 espécies. O município localiza-se numa área de transição entre cerrado e florestas semideciduais, com relevo acidentado, o que promove uma grande diversidade de fisionomias vegetacionais. Objetivou-se catalogar as espécies de Bignoniaceae nativas e exóticas de Lavras, Minas Gerais, além da elaboração de uma chave de identificação para as mesmas. Foi realizado o levantamento de todas as exsicatas com registro de coleta no município, incorporadas no Herbário ESAL; também foram levantadas as espécies citadas em estudos fitossociológicos do município e registro de espécies ornamentais encontradas em praças, floriculturas e jardins da cidade. Os espécimes foram identificados in loco, por meio de comparações, consultas a especialistas e literatura taxonômica especializada. Encontraram-se 58 espécies (51 nativas e sete exóticas), distribuídas em 21 gêneros, dos quais Jacaranda (10 espécies), foi o mais representativo, seguido por Fridericia (8 espécies) e Handroanthus (7 espécies). Entre as espécies ornamentais destacaram-se Handroanthus impetiginosus (Ipê-roxo) e Handroanthus serratifolius (Ipê-amarelo). O número de espécies encontradas foi superior a de outras localidades, sendo a maior semelhança observada com espécies do Parque Estadual do Itacolomi, Minas Gerais.

Keywords : Florística; taxonomia; sul de Minas Gerais.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License