SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30 issue52"Nosso Terreno" moral crisis, evangelical politics, and the formation of a Brazilian "New Right"Government of slaves in Morro Velho mine 1835-1888 author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Varia Historia

Print version ISSN 0104-8775

Abstract

DENIPOTI, Cláudio. O embaixador; o livreiro e o policial circulação de livros proibidos e medo revolucionário em Portugal na virada do século XVIII para o XIX. Varia hist. [online]. 2014, vol.30, n.52, pp.129-150. ISSN 0104-8775.  https://doi.org/10.1590/S0104-87752014000100007.

Uma denúncia vinda de Paris em 1792 fez com que o Intendente de Polícia de Lisboa ficasse atento às ações de um dos principais livreiros da cidade. Como a maioria dos livreiros, este era nascido na França, e já tivera rusgas com as autoridades da censura portuguesa por vender livros proibidos. As ações do Intendente de Polícia neste período, além dos problemas cotidianos, lidavam de perto com a supressão das ideias revolucionárias que pudessem chegar até Portugal e seus domínios. Os livreiros, sobre quem geralmente pesavam suspeitas de ser revolucionários, ou "pedreiros-livres", ou liberais, tinham, em sua maioria, se estabelecido em Portugal algumas décadas antes, vindos principalmente da França e da Itália e sofreram pesadas sanções, desde o sequestro das propriedades, a prisão e o exílio. Na confluência das vidas dos personagens aqui estu- dados, podemos compreender um pouco mais sobre as práticas culturais em torno do universo da palavra impressa de fins do século XVIII e início do século XIX.

Keywords : história da palavra impressa; livros proibidos; comércio e circulação de livros.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License