SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 número2Figuras do constrangimento: As instituições de Estado e as políticas de acusação sexualLiteratura ou antropologia criminal? O cangaço em Pedra Bonita e Cangaceiros índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Mana

versão impressa ISSN 0104-9313versão On-line ISSN 1678-4944

Resumo

KELLY, José Antonio  e  MATOS, Marcos de Almeida. Política da consideração: ação e influência nas terras baixas da América do Sul. Mana [online]. 2019, vol.25, n.2, pp.391-426.  Epub 05-Set-2019. ISSN 1678-4944.  https://doi.org/10.1590/1678-49442019v25n2p391.

Este artigo procura esboçar alguns elementos para a caracterização do que sugerimos chamar de uma “política da consideração” pertinente às formas de ação e organização dos coletivos indígenas nas terras baixas da América do Sul. Trata-se de analisar a relação entre duas ideias de inspiração stratherniana, mas muito presentes nas etnografias produzidas na região: a) toda ação significativa poderia ser explicada, compreendida ou justificada como envolvendo a separação entre uma pessoa que age e uma outra pessoa tomada como a causa da ação; e b) ser reconhecido como pessoa, ou ocupar o lugar de um agente moral, implica estar sob a consideração de uma outra pessoa. A partir destas duas ideias, procuramos ainda revisitar alguns temas já clássicos para a literatura etnológica sobre os povos amazônicos, a saber: a relação entre o poder e a coerção e o tema dos mestres-donos.

Palavras-chave : Agência; Influência; Povos indígenas; Poder.

        · resumo em Espanhol | Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )