SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 número2Literatura ou antropologia criminal? O cangaço em Pedra Bonita e CangaceirosDo sacrifício imposto ao sacrifíciovoluntário. Uma contribuição para a análise da violência e da morte na Guerra das Malvinas índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Mana

versão impressa ISSN 0104-9313versão On-line ISSN 1678-4944

Resumo

MIZRAHI, Mylene. As políticas dos cabelos negros, entre mulheres: estética, relacionalidade e dissidência no Rio de Janeiro. Mana [online]. 2019, vol.25, n.2, pp.457-488.  Epub 05-Set-2019. ISSN 1678-4944.  http://dx.doi.org/10.1590/1678-49442019v25n2p457.

O artigo é norteado pela pergunta relativa ao que haveria de distintivo em estéticas adjetivadas como negras. Em busca de uma resposta, analiso três estilos de cabelos femininos: o produzido por extensões de cabelo humano; os cabelos Black; os produzidos por extensões de cabelo sintético. Argumento a favor de uma estética relacional dissidente, que se engendra a partir de relações nem sempre harmônicas entre negras e brancas e que se constitui por sua fuga da norma - o gosto hegemônico branco - ao mesmo tempo em que elabora esteticamente sobre esta mesma norma. Junto a uma discussão englobante sobre a estética e seus poderes, analiso a dimensão performativa da raça, a noção de apropriação cultural, as noções de beleza feita e de corpo artefatual, propondo que em sociedades modernas ocidentais é por meio da apropriação das coisas ofertadas como bens e serviços de consumo que estetizamos nossos corpos e produzimos discursividades políticas.

Palavras-chave : Relações raciais; Corpo; Estética; Materialidades; Consumo.

        · resumo em Espanhol | Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )