SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 número2As políticas dos cabelos negros, entre mulheres: estética, relacionalidade e dissidência no Rio de JaneiroEscalando vulcões: a releitura da dor no parto humanizado índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Mana

versão impressa ISSN 0104-9313versão On-line ISSN 1678-4944

Resumo

PANIZO, Laura Marina. Do sacrifício imposto ao sacrifíciovoluntário. Uma contribuição para a análise da violência e da morte na Guerra das Malvinas. Mana [online]. 2019, vol.25, n.2, pp.489-518.  Epub 05-Set-2019. ISSN 1678-4944.  https://doi.org/10.1590/1678-49442019v25n2p489.

É muito comum encontrar referências explícitas ou implícitas ao sacrifício no campo de batalha nos depoimentos de ex-combatentes ou parentes de mortos na Guerra das Malvinas (1982). No entanto, o que se entende por sacrifício ou os sentidos dados ao fato nãosão os mesmos em todos os casos. Neste texto vou propor uma tipologia de sacrifício para entender o significado dado à morte na Guerra das Malvinas por diferentes atores sociais. Para isto, em primeiro lugar, voltarei às contribuições que foram feitas pelas ciências sociais sobre o sacrifício. Então, de uma perspectiva antropológica, tratarei dos casos aqui analisados a partir do trabalho de campo realizado durante mais de 10 anos de pesquisa, e estabelecerei um elo entre sacrifício e violência. Nesse sentido, analisaremos os diferentes significados outorgados aos mortos a partir da interpretação dada ao sacrifício e sua específica relaçãocom os significados acerca da violência na guerra no marco da última ditadura militar na Argentina.

Palavras-chave : Morte; Violência; Sacrifício; Guerra das Malvinas.

        · resumo em Espanhol | Inglês     · texto em Espanhol     · Espanhol ( pdf )