SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.88 número6Dermatite atópica e vitamina D: fatos e controvérsiasPenfigoide bolhoso em lactente de 3 meses: relato de caso e revisão de literatura da dermatose na infância índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Anais Brasileiros de Dermatologia

versão impressa ISSN 0365-0596

Resumo

FURLAN, Fabricio Cecanho  e  SANCHES, José Antonio. Micose fungoide hipocromiante: uma revisão de seus aspectos clínicos e fisiopatológicos. An. Bras. Dermatol. [online]. 2013, vol.88, n.6, pp.954-960. ISSN 0365-0596.  http://dx.doi.org/10.1590/abd1806-4841.20132336.

Ultimamente diferentes formas clínicas da micose fungoide têm sido descritas. A micose fungoide hipocromiante pode ser considerada um subtipo da micose fungoide, apresentando algumas características peculiares que contrastam com os achados da forma clássica da micose fungoide. A maioria dos pacientes com micose fungoide hipocromiante são mais jovens que aqueles acometidos pela micose fungoide clássica. Esta variante é descrita principalmente em indivíduos melanodérmicos (afroamericanos e asiáticos). O prognóstico é melhor que o observado para a forma clássica: ao diagnóstico, os pacientes apresentam somente "patches", que tendem a perdurar por longos períodos, sem evolução para estágios mais avançados. O diagnóstico é feito através da correlação clinicopatológica: biópsia da lesão cutânea frequentemente revela intenso epidermotropismo, caracterizado por linfócitos CD8+ atípicos, grandes, com halo e núcleo convoluto, contrastando com o infiltrado dérmico leve a moderado. Estas células CD8+, que participam do perfil de resposta T helper-1, impediriam a evolução da doença para o desenvolvimento de placas infiltradas e tumores, além de determinar a inibição da melanogênese nas lesões hipocrômicas. Portanto, a hipocromia poderia ser considerada um marcador de bom prognóstico na micose fungoide.

Palavras-chave : Hipopigmentação; Linfoma cutâneo de células T; Linfócitos T CD8-positivos; Melanócitos; Micose fungóide.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )