SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.15 número45Políticas educacionais contemporâneas: tecnologias, imaginários e regimes éticosEstado, escolas e famílias: públicos escolares e regulação da educação índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Educação

versão impressa ISSN 1413-2478

Resumo

CORREIA, José Alberto. Paradigmas e cognições no campo da administração educacional: das políticas de avaliação à avaliação como política. Rev. Bras. Educ. [online]. 2010, vol.15, n.45, pp.456-466. ISSN 1413-2478.  https://doi.org/10.1590/S1413-24782010000300005.

Nas duas últimas décadas, os dispositivos e instrumentos de avaliação adquiriram uma importância crescente no campo da administração em educação. Não podendo ser dissociados do processo de erosão do Estado educador, os actuais dispositivos de avaliação não se insinuam, apenas, como dispositivos mais eficazes de regulação dado serem sustentados num conhecimento mais detalhado do campo. Neste artigo admite-se que a avaliação produz o campo que avalia e se propõe uma análise das principais tendências de constituição do campo, situadas nos níveis político, cognitivo e institucional. Na esfera política, comenta-se o processo de desqualificação do debate político contextualizado e da afirmação sem precedentes de uma definição contabilística de educação, na qual se enfatiza sobretudo o trabalho de descontextualização e a reflexão sobre a eficácia dos meios. No plano cognitivo, são debatidos os conhecimentos e desconhecimentos produzidos pela avaliação, para realçar o trabalho de coisificação dos entes educativos e das suas relações que, deste modo, são desapropriados das suas qualidades especificamente educativas. No plano institucional, são realçados tanto os processos de produção de novas figuras institucionais como os processos de redistribuição das responsabilidades sociais pelos fracassos da escolarização. Conclui-se explicitando alguns referenciais susceptíveis de configurarem um paradigma alternativo que, não sendo normativo, se preocupa com a reabilitação dos desconhecimentos produzidos pelo paradigma da avaliação, valorizando sobretudo as mediações epistemológicas, institucionais e cognitivas.

Palavras-chave : políticas educativas; administração escolar; dispositivos de avaliação.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons