SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 issue2Translation and Cultural Adaptation of Instruments to Assess the Predisposition of Assistive Technology Use that Constitutes the Matching, Person & Technology ModelTeacher Self-Efficacy of Future Physical Education Teachers in Contexts of Inclusion in Basic Education author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Educação Especial

Print version ISSN 1413-6538On-line version ISSN 1980-5470

Abstract

AZEVEDO, Tássia Lopes de; CIA, Fabiana  and  SPINAZOLA, Cariza de Cássia. Correlação entre o Relacionamento Conjugal, Rotina Familiar, Suporte Social, Necessidades e Qualidade de Vida de Pais e Mães de Crianças com Deficiência. Rev. bras. educ. espec. [online]. 2019, vol.25, n.2, pp.205-218.  Epub June 13, 2019. ISSN 1980-5470.  http://dx.doi.org/10.1590/s1413-65382519000200002.

Considerando a importância das famílias para o desenvolvimento infantil e que pais e mães de crianças com deficiência podem vivenciar a experiência parental de forma diferenciada, esta pesquisa teve por objetivo correlacionar o relacionamento conjugal com a rotina familiar; qualidade de vida, necessidades parentais e satisfação com suporte social recebido. A pesquisa foi desenvolvida com 120 participantes, sendo 60 mães e 60 pais de crianças com deficiência intelectual, deficiência física, autismo e atraso no desenvolvimento infantil, com idade entre 0 a 6 anos. Para a coleta de dados, foram utilizados os seguintes instrumentos: Questionário de Relacionamento Conjugal, Inventário de recursos no ambiente familiar, Questionário sobre as necessidades das famílias, Questionário abreviado da qualidade de vida e Questionário de suporte social. Para a análise dos dados, utilizou-se o teste de correlação de Pearson. Os resultados demonstraram que, quanto maior era o recurso do ambiente familiar, melhores eram as relações conjugais entre os pais e menor era a aceitação das características negativas do cônjuge. Quanto às necessidades dos participantes, quanto melhor era a avaliação do cônjuge ao companheiro, menores eram as necessidades dos pais. Em relação ao suporte social e relacionamento conjugal, tem-se que, quanto mais os pais apresentavam características que não agradavam seu cônjuge, menores eram os suportes sociais disponíveis a eles. Este estudo pode contribuir para o conhecimento acerca da instituição familiar, que é pouco considerada nas políticas públicas e nos projetos sociais, que persistem no assistencialismo e não percebem a família como uma unidade.

Keywords : Educação Especial; Famílias; Criança; Deficiência.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )