SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.28 número3Cinética da digestão ruminal da casca de café (Coffea arabica, L.) em vacas da raça holandesaCurvas de crescimento e influência de fatores não-genéticos sobre as taxas de crescimento de bovinos da raça Nelore índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência e Agrotecnologia

versão impressa ISSN 1413-7054

Resumo

LIMA, Ivalda de Albuquerque et al. Condição corporal e características de carcaça de vacas de descarte na região de Lavras-MG. Ciênc. agrotec. [online]. 2004, vol.28, n.3, pp.637-646. ISSN 1413-7054.  https://doi.org/10.1590/S1413-70542004000300021.

Em inúmeras pesquisas, tem sido verificada a inferioridade da carcaça e da carne de vacas, principalmente de vacas de descarte que são levadas ao abate muito velhas e/ou com acabamento inadequado. Com este trabalho, teve-se como objetivos estabelecer entre as vacas abatidas no município de Lavras-MG a condição corporal mais freqüente durante o período de março a julho e avaliar a relação existente entre condição corporal e rendimento de carcaça e de alguns cortes do traseiro. O levantamento foi conduzido no matadouro municipal de Lavras-MG e dividido em duas fases assim compreendidas: Fase 1 (1º a 31 de março de 2001), na qual se determinou que 53,41% do total de animais abatidos no período foram fêmeas e que os escores de condições corporais (ECC) mais freqüentes entre elas foram 3, 4 e 5. Na fase 2 (15 abril a 15 de julho de 2001), foram utilizadas 140 fêmeas, 42 vacas da CC 3, 59 fêmeas da CC 4 e 39 da CC 5. Em cada escore, as vacas foram classificadas em três grupos genéticos: azebuadas, holandesadas e mestiças. No matadouro, antes do abate, as vacas foram pesadas, classificadas quanto à condição corporal e grupo genético e fotografadas para posterior classificação por outros avaliadores. Os parâmetros avaliados foram: rendimento de carcaça quente (RCQ), peso da gordura renal e pélvica, área de olho de lombo (AOL), espessura de gordura de cobertura (EGC) e pesos dos cortes (contrafilé, alcatra completa e filé mignon). O escore de condição corporal (ECC) teve influência sobre o RCQ, a EGC, o peso da gordura renal e pélvica e o peso da alcatra completa nos três grupos genéticos. Para a AOL e o peso do filé mignon, só foi observado efeito do ECC sobre as vacas azebuadas; o peso de contrafilé não foi afetado pelo ECC. As vacas azebuadas apresentaram maior RCQ e EGC; porém, a maior AOL foi observada entre as vacas holandesadas. A gordura renal e pélvica e o peso dos cortes (alcatra, contrafilé e filé mignon) não variaram entre os grupos genéticos. Pelos resultados obtidos, pode-se concluir que as vacas abatidas no período apresentaram baixa condição corporal e que essa influencia as características de rendimento na carcaça.

Palavras-chave : Carcaça; escore de condição corporal; vacas de descartes.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons