SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.38 número4Conservação e qualidade nutricional de mirtilo tratado com revestimento comestívelTransformações físico-químicas e enzimáticas de maçãs cv. eva armazenadas sob atmosfera modificada índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência e Agrotecnologia

versão impressa ISSN 1413-7054

Resumo

BECKER, Fernanda Salamoni et al. Avaliação física e funcional de farinhas extrudadas obtidas de diferentes genótipos de arroz. Ciênc. agrotec. [online]. 2014, vol.38, n.4, pp.367-374. ISSN 1413-7054.  https://doi.org/10.1590/S1413-70542014000400007.

A transformação de grãos quebrados em farinhas nativas e modificadas por extrusão é uma alternativa para agregar valor a esses coprodutos do beneficiamento do arroz em casca. Neste estudo, objetivou-se avaliar o processo de extrusão sobre as propriedades físicas e funcionais de farinhas obtidas de diferentes genótipos de arroz (IRGA-417, BRS-Primavera e CNA-8502). Utilizou-se delineamento experimental inteiramente casualizado, tipo fatorial 3x2, com quatro repetições originais, e análise de variância para avaliar a granulometria, os parâmetros instrumentais de cor (L*, a* e b*), os índices de absorção de água (IAA), leite (IAL) e óleo (IAO), e a solubilidade em água (ISA) e em leite (ISL) das farinhas de arroz. A extrusão promoveu alterações em todas as propriedades físicas e funcionais da farinha de arroz, mas somente o  ISA e os parâmetros de cor foram influenciados pelo genótipo e pelo tratamento industrial. As farinhas de arroz tornaram-se mais escuras, tendendo para uma coloração mais avermelhada e amarela após a extrusão. As farinhas de arroz nativas e extrusadas dos cvs. IRGA-417 e BRS-Primavera, e a farinha de arroz extrusada do genótipo CNA-8502 apresentaram partículas mais finas, enquanto que a farinha nativa da linhagem CNA-8502 apresentou partículas mais grossas. As farinhas extrusadas do genótipo IRGA-417 obtiveram maiores expansão e luminosidade, e menores valores de croma a *, croma b * e solubilidade em água, enquanto que as da BRS-Primavera obtiveram maiores valores de croma a* e b*, e menores luminosidade e expansão, e as da CNA-8502 , maior solubilidade em água e menores expansão e valor de croma a*. A partir da extrusão, é possível obter farinhas extrusadas com alta absorção e solubilidade em água e leite, baixa absorção em óleo, apresentando potencial para aplicação em produtos instantâneos, independente do seu genótipo.

Palavras-chave : Orysa sativa L.; co-produtos; microscopia eletrônica; cor; solubilidade em água.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons