SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.39 número1Estimativa da precisão na amostragem sistemática em inventários florestaisIdentificação e quantificação de genes diferencialmente expressos associados ao declínio dos citros (Citrus spp.) índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência e Agrotecnologia

versão impressa ISSN 1413-7054

Resumo

MOURA, Waldênia de Melo et al. Diversidade genética em café arábica cultivado em ambiente com restrição de potássio. Ciênc. agrotec. [online]. 2015, vol.39, n.1, pp.23-31. ISSN 1413-7054.  https://doi.org/10.1590/S1413-70542015000100003.

O potássio constitui uma fonte de recurso natural não renovável, e é utilizado em grandes quantidades nas adubações cafeeiras, por meio de formulações, basicamente, importadas na forma de cloreto de potássio. Uma alternativa para tornar os sistemas de produção mais sustentáveis seria a obtenção de cultivares mais eficientes no uso desse nutriente. Assim, neste trabalho, objetivou-se avaliar a divergência genética entre 20 cultivares de café, em condições de baixa disponibilidade de potássio, visando a identificar as melhores combinações para compor futuras populações a serem utilizadas em programas de melhoramento genético. Utilizou-se o delineamento em blocos casualizados, com três repetições em solução nutritiva. Foram avaliadas características morfoagronômicas e as eficiências de enraizamento, de absorção, de translocação, de produção de biomassa e de utilização de potássio. Como estratégias de agrupamentos foram empregados o método hierárquico unweighted pair-group method using arithmetic averages (UPMGA) e a análise de variáveis canônicas. Observou-se variabilidade para a maioria das características avaliadas. Os procedimentos multivariados apresentaram resultados análogos na discriminação de genótipos com a formação de cinco grupos. As hibridações entre as cultivares Icatu Precoce IAC 3283 com as cultivares Catuaí Amarelo IAC 62, Araponga MG1, Caturra Vermelho IAC 477, Catuaí Vermelho IAC 15, Rubi MG1192 e Catucaí 785/15, e entre a cultivar Tupi IAC 1669-33 com as cultivares Icatu Vermelho IAC 4045, Acaiá Cerrado MG 1474 e Oeiras MG 6851 são consideradas as mais promissoras na obtenção de populações segregantes ou híbridos heteróticos para maior eficiência no uso de potássio.

Palavras-chave : Coffea arábica; eficiência nutricional; deficiência de K; análise multivariada.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )