SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.40 número6Agricultura e ocupação urbana do solo na qualidade da água dos córregos Jaboticabal e Cerradinho índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência e Agrotecnologia

versão impressa ISSN 1413-7054versão On-line ISSN 1981-1829

Resumo

BUENO, Mariana Rodrigues; CUNHA, João Paulo Arantes Rodrigues da  e  SANTANA, Denise Garcia de. Curvas de deriva de aplicações foliares na cultura do feijão. Ciênc. agrotec. [online]. 2016, vol.40, n.6, pp.621-632. ISSN 1981-1829.  https://doi.org/10.1590/1413-70542016406016716.

Uma das formas de se evitar a ocorrência de deriva durante as aplicações de produtos fitossanitários é conhecer o comportamento das gotas, antes mesmo de se realizar a pulverização. O trabalho objetivou estabelecer curvas de deriva para as culturas do feijão e nas condições climáticas brasileiras, em função da aplicação com diferentes pontas de pulverização, além de compará-las com os "Modelos Alemão e Holandês" de estimativa de deriva. O experimento foi conduzido no município de Uberlândia, MG/Brasil, em delineamento de blocos casualizados, num esquema de parcela subdividida no espaço 4 x 20, com 10 repetições. Foi mensurada a deriva depositada proveniente da pulverização terrestre, empregando uma taxa de aplicação de 150L ha-1 por quatro tipos de pontas (jato plano simples e com indução de ar - XR 11002 (gotas finas) e AIXR 11002 (gotas grossas); jato plano defletor simples e com indução de ar - TT 11002 (gotas médias) e TTI 11002 (gotas extremamente grossas), em 20 pontos amostrais diferentes (correspondentes à 20 distâncias, no sentido de deslocamento do vento, paralelas à linha de cultivo fora da área-alvo, espaçadas em 2,5 m). Para a avaliação dos depósitos em alvos de papel filtro junto ao solo, adicionou-se ao tanque do pulverizador montado de barras um marcador composto do corante Rodamina B para ser detectado por fluorimetria. Obteve-se quatro modelos de previsão de deriva para a cultura do feijão (pontas XR, TT, AIXR e TTI), análogos ao "Modelo Holandês", com tendência exponencial de quatro parâmetros, considerando o Percentil 90 (ajustes acima de 99%). Em avaliações de estimativa de deriva na cultura do feijão cultivado em condições climáticas brasileiras, sugere-se a utilização dos modelos de previsão de deriva gerados neste trabalho, para cada tipo de ponta de pulverização.

Palavras-chave : Tamanho de gotas; pontas de pulverização; regressão exponencial; tecnologia de aplicação.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )